quinta-feira, 31 de março de 2016

O que você precisa saber sobre o surto (precoce) do H1N1

(© Kevork Djansezian/AFP Vírus H1N1: só em 2016, a doença já matou 46 pessoas no Brasil) São Paulo – O surto fora de época do vírus A, popularmente conhecido como H1N1, está assustando a população e lotando os hospitais do país. Só de janeiro a 19 de março desde ano, a doença matou 46 pessoas no Brasil. Durante todo o ano passado, foram 36 óbitos pelo mesmo motivo. Até o momento, 11 estados brasileiros já foram afetados com casos graves da gripe H1N1. Normalmente, a circulação do vírus ocorre entre os meses de maio e julho nas regiões mais frias do país. De acordo com o professor e infectologista da Unifesp, Celso Granato, a epidemia atual é completamente incomum. “Ainda não há nenhuma explicação concreta que justifique o que está acontecendo”, diz. Para conter a situação atípica, o Ministério da Saúde decidiu nesta segunda-feira (28) que vai antecipar uma vacinação extra. Os estados que fizerem o requerimento devem receber o primeiro lote das vacinas nesta sexta-feira (1). A campanha nacional de vacinação, no entanto, só começa em 30 de abril. Para Granato, não procede a teoria de que o vírus tenha voltado ao Brasil por viajantes vindos do hemisfério norte – como Estados Unidos, Europa e Canadá. “Por lá, o surto já é uma realidade nesta época do ano”, afirma. “Em um período de crise, onde o volume de brasileiros viajando é muito menor, não há sentido atribuir que - justo agora - eles tenham reintroduzido o vírus para cá”. Uma das hipóteses para o agravamento no número de casos é a mudança climática. Para o professor de imunologia da Universidade Mackenzie, Jan Carlo Delorenzi, o verão menos intenso deste ano pode ter contribuído para o surto. A segunda possibilidade levantada pelo imunologista é a fragilidade da atual epidemia que cerca o Brasil. “A população já está atingida por três grandes surtos. Isso causa uma forte vulnerabilidade epidemiológica nas pessoas”, diz Delorenzi. “Eu diria que existe a probabilidade de uma pessoa com H1N1 já ter sofrido anteriormente por uma infeção de dengue, zika ou chikungunya”. Para os especialistas consultados por EXAME.com, a resposta também pode estar relacionada diretamente ao vírus. De acordo com eles, é possível que o sorotipo atual seja mais violento do que o dos anos anteriores – mais próximo, talvez, ao do surto de 2009, quando a letalidade apresentou índices bem elevados e se transformou em uma pandemia mundial. (Fonte MSN)

Marco Aurélio diz que impeachment sem respaldo jurídico "transparece como golpe"

(© Marcelo Camargo/Agência Brasil Ministro Marco Aurélio Mello) O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio disse nesta terça-feira (30) que o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff pode "transparecer como golpe" se não houver fato jurídico para justificar o impedimento. De acordo com o ministro, o eventual afastamento de Dilma não vai resolver a crise política instalada no país. O ministro conversou com jornalistas na tarde desta quarta-feira, antes da sessão do Supremo. Marco Aurélio repercutiu a declaração da presidenta Dilma durante cerimônia de lançamento da terceira fase do Programa Minha Casa, Minha Vida, no Palácio do Planalto, na manhã desta terça. No evento, Dilma reafirmou que o processo de impeachment aberto contra ela na Câmara dos Deputados é golpe porque não há crime de responsabilidade. O ministro é primo do ex-presidente Fernando Collor, que sofreu impeachment em 1992. “Acertada a premissa, ela tem toda razão. Se não houver fato jurídico que respalde o processo de impedimento, esse processo não se enquadra em figurino legal e transparece como golpe. Agora, precisamos aguardar o funcionamento das instituições. Precisamos nesta hora é de temperança. Precisamos guardar princípios e valores e precisamos ter uma visão prognostica”, disse o ministro. Para Marco Aurélio, o eventual afastamento da presidenta não vai resolver a crise política. “Nós não teremos a solução e o afastamento das mazelas do Brasil apeando a presidenta da República. O que nós precisamos, na verdade, é de entendimento, de compreensão e de visão nacional”, argumentou. No entendimento do ministro, se o Congresso decidir, durante o processo de impeachment, que a presidenta cometeu crime de responsabilidade o STF poderá discutir o caso. “O judiciário é a última trincheira da cidadania. E pode ter um questionamento para demonstrar que não há fato jurídico, muito embora haja fato político suficiente ao impedimento. E não interessa, de início, ao Brasil apear esse ou aquele chefe do Executivo nacional ou estadual. Porque, a meu ver isso gera até mesmo muita insegurança. O ideal seria o entendimento entre os dois poderes, como preconizado pela Carta da República, pela Constituição Federal para combater a crise que afeta o trabalhador”, concluiu Marco Aurélio. (Fonte MSN)

quarta-feira, 30 de março de 2016

Como assistir ao vivo a conferência Microsoft Build 2016

(© Fornecido por Gizmodo) A Microsoft é, antes de tudo, uma empresa de software, e fará esta semana um evento para desenvolvedores onde ela dará um vislumbre do que está por vir no Windows. A Build do ano passado focou em demonstrar o Windows 10 (que já havia sido anunciado alguns meses antes), e o evento de hoje deve se concentrar novamente no sistema. Ao contrário de certas empresas que não vem ao caso citar, a Microsoft facilita na hora de assistir seus eventos via livestream. Basta visitar o endereço: channel9.msdn.com/Events/Build/2016 e acompanhar as novidades. A keynote principal começa às 12h30 (horário de Brasília) e estará disponível neste link. (Foto por Rodrigo Ghedin/Flickr)
(© Fornecido por Gizmodo actioncenterconcept)
(© Fornecido por Gizmodo cardconcepts)(Fonte MSN)

LA Times afirma que Comissão do impeachment é mais corrupta que Dilma

(© Fornecido por Notícias ao Minuto) O jornal norte-americano Los Angeles Times publicou um levantamento feito pela ONG Transparência Brasil sobre os políticos responsáveis por analisar o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Com o título "Os políticos que votam o impeachment da presidente do Brasil são acusados de mais corrupção do que ela", a publicação cita números pesquisados pela ONG sobre os integrantes da Comissão Especial do Impeachment, formada na Câmara para emitir um parecer sobre o pedido de afastamento da petista, e o Congresso como um todo. Segundo informações da ONG Transferência Brasil, dos 65 membros da comissão, 37 enfrentam acusações de corrupção ou outros "crimes graves", conforme cita a publicação americana. "Cinco membros da comissão são acusados de lavagem de dinheiro, outros 6 de conspiração e 19 são investigados por irregularidades nas contas; 33 são acusados ou de corrupção ou de improbidade administrativa; ao todo, 37 membros foram acusados, alguns deles de crimes múltiplos", afirma. Por fim, o jornal questiona a relevância do pedido do impeachment da presidente, afirmando que Dilma Rousseff nunca foi investigada oficialmente ou acusada de corrupção. "Dilma Rousseff, por sua vez, nunca foi investigada oficialmente ou acusada de corrupção, apesar de ela ter uma impopularidade gigantesca atualmente e ser considerada culpada pela recessão profunda em que o país se encontra", afirma o jornal americano. (Fonte MSN)

Juiz Sérgio Moro proíbe gravações de sua palestra em São Paulo

(© Fornecido por Notícias ao Minuto) O juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava jato, proibiu que sua palestra fosse gravada durante evento realizado na terça-feira (29), em São Paulo. Apenas duas semanas depois de liberar a divulgação de gravações do ex-presidente Lula. Moro foi um dos convidados a discursar no evento "Combate à corrupção: desafios e resultados. Casos Mãos Limpas e Lava Jato", realizado no auditório da Procuradoria Regional da República da 3ª Região, segundo o portal iG. Além disto, o magistrado vetou que os jornalistas que acompanhavam o evento reproduzissem suas falas em dispositivos móveis, e também exigiu que o canal de TV online do Ministério Público Federal, que transmitia o evento, interrompesse as filmagens enquanto ele palestrava. As fotos de Moro só puderam ser feitas no prazo de 10 minutos, ao início do evento. O magistrado não autorizou a realização de perguntas por parte da plateia, formada majoritariamente por membros do Ministério Público e do Poder Judiciário. (Fonte MSN)

terça-feira, 29 de março de 2016

Justiça aceita denúncia contra cartel de trens em licitação de R$ 1,8 bi no governo Serra

A Justiça de São Paulo aceitou a denúncia contra sete executivos acusados de cartel e fraude à licitação de 2009, durante o governo José Serra (PSDB) em São Paulo, para a criação de uma Parceria-Público Privada (PPP) no setor metroferroviário paulista. A parceria, no valor total de R$ 1,8 bilhão, contempla a aquisição de 288 carros novos para a frota da linha 8 - Diamante da CPTM além da responsabilidade de realizar por 20 anos a manutenção preventiva, corretiva e revisão geral da frota. A ÍNTEGRA DA DECISÃO DA JUÍZA: Para a juíza Roseane Cristina de Aguiar Almeida, da 28ª Vara Criminal da capital, responsável pelo caso, há indícios de que os cinco executivos da Alstom e dois da CAF denunciados pelo Grupo de Atuação Especial de Combate a Delitos Econômicos (Gedec) do Ministério Público de São Paulo cometeram crimes. Diante disso, a magistrada aceitou a 8ª denúncia contra empresários acusados de participar do cartel em São Paulo e deu o prazo de dez dias para que os réus responsam às acusações e indiquem testemunhas. A denúncia tem por base as investigações do Ministério Público de São Paulo e o acordo de leniência da multinacional alemã Siemens com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) em 2013. Nesta licitação, apenas o Consórcio Paulista, formado pelas empresas CAF - Brasil Indústria e Comércio S.A., CAF S.A. - Construcciones Y Auxiliar de Ferrocarriles S.A. e ICF - Inversiones en Concesiones Ferroviarias S.A.,ofereceu proposta para assumir a PPP e foi a vencedora do certame. Ainda assim, segundo Mendroni na denúncia, houve crime financeiro e crime contra a administração pública, pois executivos da Alstom, CAF, Bombardier, Siemens, MGE, Mitsui e Tejofran teriam discutido estratégias para dividir o certame e até fazer parcerias. Na acusação são listadas 10 trocas de e-mails entre executivos da Alstom com referência às reuniões com representantes de outras empresas e também com a indicação de que eles não chegaram a um "acordo global" sobre como seria dividido o contrato entre as empresas. 'Competição sem competidores' Diante disso, a denúncia aponta que a CAF já sabia que as outras empresas não iriam apresentar proposta para a licitação, o que configurou uma "competição sem competidores". "Exatamente pelo teor das conversas (a CAF) teve a certeza da não participação de outras empresas na 'concorrência' e ofereceu o preço que bem entendeu - seguramente muito acima daquele que resultaria de ambiente competitivo, já que não encontraria qualquer resistência", assinala Mendroni na denúncia. Chamou a atenção do Gedec o fato de que o preço oferecido pelo consórcio formado pela CAF ser apenas 0,0099% abaixo do valor de referência estabelecido pela CPTM na licitação. Além disso, dentre as trocas de e-mails que indicam as tratativas entre empresas concorrentes, uma mensagem de Cesar Ponce de Leon de 19 de setembro de 2009 mostra a preocupação do grupo em explicar para a CPTM o porquê de apenas uma oferta, caso todas as empresas decidissem dividir o projeto. "A solução de se juntarem todos, tem para mim o problema de que teremos que explicar ao cliente que só haverá uma oferta (pode-se justificar pelo problema de capital, dos prazos de entrega etc.). Além do mais, se os trens novos são para nós e para a CAF, acho difícil que Bombardier e Siemens o aceitem. A segunda solução (CAF e nós, + MGE mais financeiro) me parece mais viável", afirmou o executivo para seus colegas de empresa. Em seguida, ele ainda sugere que não haveria competição se uma das empresas não participasse. "Mas haverá competição, a não ser que a Siemens 'jogue a toalha'". Apesar de indicar a participação de executivos de outras empresas na denúncia, o Ministério Público afirma que não encontrou provas suficientes para enquadrá-los nos crimes. Aditivo: Além da licitação com proposta única e dos e-mails indicando a estratégia conjunta das empresas, chamou a atenção do Ministério Público o fato de o governo do Estado de São Paulo ter assinado, já em fevereiro de 2015 no segundo mandato do governo Geraldo Alckmin, um aditivo de R$ 13,3 milhões, "praticamente equivalente àquele valor da diferença entre o valor de referência (da CPTM e o valor proposta (da CAF)". A justificativa do aditivo era a instalação de equipamentos de bordo de Controle de Tráfego Automático em 36 novos trens fornecidos, o que não estava previsto no contrato inicial. Apesar da referência, a denúncia não acusa nenhum funcionário público, nem as estatais e nem o governo de São Paulo, de irregularidades. COM A PALAVRA, A ALSTOM: "A referida decisão é de uma ação que tem como parte apenas pessoas físicas. A Alstom acompanha o desenrolar do processo e irá colaborar com as autoridades quando solicitada. A empresa, como sempre indicou, opera de acordo com um código de ética e com todas as leis e regulamentos dos países onde atua. A prática de cartel ou de qualquer concorrência desleal não é permitido pelas regras da Alstom."

Falha no iOS 9.3 faz iPhone travar depois de abrir link no Safari e em outros apps

(© Fornecido por Gizmodo) Usuários estão relatando um bug bem estranho no iOS 9.3 (lançado na semana passada) que faz o iPhone ou iPad congelar ao tentar abri um link pelo Safari, Messages, Mail, Notes e outros apps. De acordo com o 9to5Mac, são centenas de relatos de usuários com a falha nos fóruns de suporte da Apple. Na maior parte dos casos, ele afeta modelos mais novos do iPhone (como os 6s e 6s Plus), mas também há relatos de pessoas com iPhones mais antigos e iPads que também congelam ao abrir um link, assim como usuários de versões anteriores ao iOS 9.3. A causa da falha ainda é desconhecida, mas como a maioria dos relatos envolve usuários de iPhone 6s e 6s Plus, o 9to5Mac suepeita de algo relacionado ao 3D Touch. Outra possibilidade é que seja algo ligado a apps de terceiros instalados no aparelho: o 9to5Mac instalou o app do Booking.com em um iPhone 6 e em um iPad Pro que não sofriam com a falha, e depois disso os aparelhos começaram a congelar. Não adiantou desinstalar o app - a falha permanecia mesmo depois disso. A Apple ainda não se pronunciou sobre a falha, mas esperamos que ela faça isso em breve - e que solte logo uma correção para o erro que aparentemente vem atingindo uma grande parcela dos usuários de iOS. (Fonte MSN)

Polícia prende ex-presidente da Assembleia de São Paulo e mais seis por fraude na merenda

(© Foto: Alesp/Divulgação Leonel Julio é suspeito de fazer lobby para organização criminosa junto a pelo menos 22 prefeituras, segundo a Operação Alba Branca) A Operação Alba Branca prendeu na manhã desta terça-feira, 29, o ex-presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo Leonel Julio e mais seis investigados por fraude na merenda escolar. Também foi decretada a prisão do presidente da União dos Vereadores do Estado, Sebastião Miziara. A decisão é da Justiça de Bebedouro, no interior paulista, onde ficava a base da organização. Alba Branca aponta para o suposto envolvimento do atual presidente da Assembleia de São Paulo, deputado Fernando Capez (PSDB) e de outros parlamentares. A investigação sobre Capez está em curso no Tribunal de Justiça do Estado. Leonel Julio, do antigo MDB, presidiu a Assembleia de São Paulo e foi cassado em 1976 pelo regime militar. Alba Branca afirma que seu filho, Marcel Julio, é um dos mentores da organização. Marcel está foragido. Os mandados de prisão contra Leonel Julio e outros seis alvos da Alba Branca foram expedidos pela Comarca de Bebedouro, porque eles não têm foro privilegiado, como Capez. Além de Leonel Julio e Sebastião Miziara, a Justiça mandou prender também Carlos Eduardo da Silva, Aluísio Girardia, Emerson Girardi, Luiz Carlos da Silva Santos e Joaquim Geraldo Pereira da Silva. A Justiça também decretou buscas e apreensões que estão sendo cumpridas pela Polícia Civil do Estado. A Operação Alba Branca envolvea ainda Luiz Roberto dos Santos, o Moita, ex-chefe de gabinete da Casa Civil do Governo Geraldo Alckmin. (Fonte MSN)

segunda-feira, 28 de março de 2016

Chiclete com xilitol ajuda a prevenir cáries

(© Fornecido por Cartola Naturalmente encontrado em frutas e vegetais, o xilitol tem a capacidade de inibir o crescimento de bactérias do gênero Streptococcus, que compõem a placa bacteriana) Aquela história de que o açúcar é sempre o vilão da saúde bucal ganhou um porém. Encontrado em produtos comestíveis como gomas de mascar, balas, confeitos, compotas e geleias, e também em cremes dentais e enxaguantes bucais, o xilitol é o açúcar que promete ser o novo aliado da odontologia. Popularizado na Europa e de utilização recente no Brasil, ele se destaca por seu efeito refrescante e pela ação anticariogênica. Conforme a especialista em odontopediatria e odontologia Daphene Ozelame (CROPR: 22898), a cárie se desenvolve quando os açúcares ingeridos diminuem o pH da boca, tornando o ambiente ácido e, por consequência, desmineralizando o esmalte dentário e dando espaço para as cáries se desenvolverem. Com o xilitol, o pH da boca não fica ácido e o processo de erosão do esmalte não ocorre. A fonoaudiologista e doutora em ciências odontológicas pela USP Agnes de Fátima Pereira Cruvinel explica que o xilitol tem propriedades clínicas diferentes dos demais açúcares e, por isso, acaba sendo tóxico para as bactérias da cavidade oral. "Ele tem uma ação local e, quando usado em balas ou chicletes, vai parar na saliva e entra em contato com as bactérias da carie. O que acontece é que elas não conseguem metabolizar esse açúcar, gastam toda a sua energia tentando e acabam morrendo", diz. Com a morte dessas bactérias, diminui a incidência de cáries. Os chicletes com xilitol são cada vez mais comuns, porém, para garantir o efeito anticárie seria necessário mascá-los ao menos cinco vezes ao dia, o que manteria a concentração do açúcar na saliva. Uma alternativa desenvolvida por Agnes foi o verniz de xilitol. O produto é uma espécie de esmalte que deve ser aplicado semanalmente na superfície dentária e, ao longo do dia, libera o carboidrato na saliva. Embora os benefícios do xilitol não sejam restritos à odontologia – também auxilia no tratamento de diabetes, desordem no metabolismo de lipídeos e lesões renais e parenterais – ele ainda não substitui a sacarose, principalmente, por ser caro. Além disso, quando ingeridas mais de 60 gramas diárias desse carboidrato, ele pode ter efeito laxativo e provocar diarreia. (Fonte MSN)

Facebook se desculpa por assustar pessoas com mensagem "você está seguro?"

(© Fornecido por Gizmodo) O Facebook tem um recurso para que seus usuários se marquem como seguros após desastres ou atentados. Mas neste final de semana, a rede social quis saber de pessoas em todo o mundo se elas estavam bem após um ataque suicida no Paquistão. Uma amiga recebeu no domingo, por SMS, a seguinte mensagem do Facebook: "Você foi afetada pela explosão? Responda SEGURO se estiver bem ou FORA se não estiver na área". Ela mora a 12.000 km do local do atentado.
(© Fornecido por Gizmodo 3EOKFKDV) Diversos casos semelhantes ocorreram em outras partes do mundo. Alguns usuários receberam um SMS; enquanto outros viram uma notificação do app dizendo: "Você está bem? Parece que você está na área afetada pela explosão no parque Gulshan-i-Iqbal, Lahore, Paquistão. Avise seus amigos que você está seguro." https://twitter.com/somecody/status/714123280475496448 https://twitter.com/kushagra22/status/714123840851292160 No ano passado, o Facebook recebeu críticas por ativar a Confirmação de Segurança após os atentados na França, mas ignorar situações semelhantes em outros países (como um ataque que matou 40 pessoas no Líbano). O executivo Alex Schultz respondeu dizendo: "queremos que esta ferramenta esteja disponível em qualquer lugar, sempre que puder ajudar" - mas parece que houve algo de errado durante essa expansão. Em comunicado, o Facebook pede desculpas pelo equívoco e diz que corrigiu o bug rapidamente: O atentado no Paquistão deixou 359 feridos e matou pelo menos 72 pessoas, muitas delas mulheres e crianças - a explosão ocorreu quando o parque estava cheio de famílias. O grupo insurgente Jamaat ul Ahrar, associado ao Talibã, reivindicou a autoria do atentado. O Facebook lançou a Confirmação de Status de Segurança em 2014. Este ano, ela foi usada após o recente ataque em Bruxelas, e durante os alagamentos em março na região da Grande São Paulo. (Fonte MSN)

Rui Falcão pede que parlamentares ‘não votem contra o Brasil’

(© Foto: Givaldo Barbosa/Agência O Globo Presidente do PT convoca simpatizantes do governo a irem às ruas no dia 31) O presidente nacional do PT, Rui Falcão, disse nesta segunda-feira que “só a mobilização nas ruas pode barrar o golpe”. Falcão usou sua página nas redes sociais para convocar os simpatizantes do governo Dilma Rousseff e do PT para irem às ruas no próximo dia 31, lembrando ser o mesmo dia do aniversário do golpe militar de 1964. “No dia 31 próximo vamos novamente às ruas para defender a democracia, o mandato da presidenta Dilma e mudanças na política econômica. É hora, também, de dialogar com os parlamentares, num processo de convencimento para que não votem contra o Brasil. Só a mobilização nas ruas, nos locais de trabalho, nas escolas, no campo e a vigilância permanente dos democratas podem barrar o golpe”, escreveu Rui Falcão. O presidente do PT diz, na mensagem, que o golpe de 31 de março/1º de abril de 1964 ocorreu sob o pretexto de se combater a corrupção e “em defesa da democracia”. Para ele, “um novo golpe está em andamento”. “Motiva-o, mais uma vez, a ascensão das lutas populares, a conquista de direitos e a disposição dos movimentos sociais organizados e dos democratas de não admitirem nenhum retrocesso”. O presidente do PT voltou a criticar a mídia, mas elogiou, desta vez, o papel dos militares que, segundo ele, “cumprem rigorosamente seu papel constitucional, avessos no momento ao chamamento das vivandeiras saudosas da ditadura”. No último sábado, o dirigente petista já tinha usado as redes sociais para conclamar os militantes a defender o Estado Democrático de Direito. “Queremos a paz, mas não tememos a guerra”, escreveu. (Fonte MSN)

Moro envia ao STF planilha da Odebrecht que cita centenas de políticos

(© Vagner Rosario Juiz Sergio Moro, em Curitiba) O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da operação Lava Jato na primeira instância, decidiu enviar ao Supremo Tribunal Federal (STF) a "superplanilha" com a indicação de pagamentos feitos pela empreiteira Odebrecht a centenas de políticos, encontrada pela força-tarefa da Operação Lava Jato na casa do ex-presidente de Infraestrutura da empreiteira Benedicto Barbosa Silva Junior, no Rio de Janeiro. A decisão foi assinada por Moro na manhã desta segunda-feira. A superplanilha traz cerca de 300 nomes ligados a 24 partidos políticos. Levantamento do jornal O Estado de S. Paulo com base no documento mostra que, em vários casos, os valores são superiores aos declarados pelos candidatos indicando possível caixa 2. "O ideal seria antes aprofundar as apurações para remeter os processos apenas di­ante de indícios mais concretos de que esses pagamentos seriam também ilícitos. A cautela recomenda, porém, que a questão seja submetida desde logo ao Egrégio ­Supremo Tribunal Federal", registrou Moro. A superplanilha, como está sendo chamada a lista nos bastidores do poder, é a maior relação de políticos e partidos associada a pagamentos de uma empreiteira capturada pela Lava Jato desde o início da operação, há dois anos. Ela foi encontrada nas buscas da 23.ª fase, a Acarajé, que teve como alvo principal o casal de marqueteiros João Santana e Mônica Moura. No despacho, Moro explicou que, apesar dos investigados na 23ª fase não possuírem foro privilegiado, as planilhas apreendidas naquela fase citam pessoas com foro privilegiado, e por isso devem ser encaminhadas ao STF juntamente com documentos da 26ª fase da Lava Jato, a operação Xepa. Campanhas - As anotações, indica a Lava Jato, referem-se às campanhas eleitorais de 2012 (municipais) e 2014 (presidente, governadores, senadores, deputados federais e estaduais). Segundo a força-tarefa, ainda não é possível afirmar se os pagamentos foram efetivamente feitos e, neste caso, dentro ou fora da lei. Barbosa Silva Junior é apontado pelos investigadores como o encarregado de Marcelo Odebrecht, ex-presidente da empreiteira, para tratar de doações eleitorais e repasses a políticos. Também há inúmeras anotações manuscritas fazendo referência a repasses para políticos e partidos, acertos com outras empresas referentes a obras e até documentos sobre "campeonatos esportivos", que lembram documentos semelhantes já encontrados na Lava Jato e revelaram a atuação de cartel das empreiteiras em obras na Petrobras. (Com Estadão Conteúdo)(Fonte MSN)

quinta-feira, 24 de março de 2016

Descoberta facilita leitura de segredos inscritos em papiros de quase 2 mil anos

(© Copyright British Broadcasting Corporation Raios-X são usados para desvender o segredo de pergaminhos milenares carbonizados após a erupção do Vesúvio) Cientistas descobriram que tinta metálica foi usada para fazer inscrições em pergaminhos que são considerados uma maravilha da arqueologia. A descoberta revela que a tinta metálica foi empregada pela primeira vez vários séculos antes do que se pensava. Os pergaminhos de Herculano foram soterrados pela erupção do monte Vesúvio, na Itália, em 79 d.C., acabaram carbonizados e são, por isso, muito frágeis. Durante séculos, esforços para ler seu conteúdo resultaram em danos ou destruição dos registros. A tarefa de ler os papiros sobreviventes ficou com cientistas que usam tecnologia como a luz síncrotron, que produz raios-X 100 bilhões de vezes mais intensos do que o raio-X usado em hospitais. No ano passado, físicos usaram a técnica de raio-X 3D para decifrar os escritos nos papiros. Agora eles descobriram que os pergaminhos contêm altos níveis de chumbo - e afirmam que isso só poderia ter vindo do uso intencional da tinta. "Encontramos metal - algum chumbo - na tinta, que supostamente só teria aparecido quatro séculos depois", disse Emmanuel Brun, do laboratório europeu de luz síncrotron, em Grenoble, na França.
(© Copyright British Broadcasting Corporation Letras foram identificadas previamente nos papiros de Herculano, na Itália) "O senso comum é que os romanos introduziram metal na tinta no século 4." Até agora, acreditava-se que a tinta usada nesses manuscritos era baseada em carbono. Texto invisível: A pesquisa, publicada na revista científica americanaProceedings of the National Academy of Sciences , deverá ajudar investigações posteriores dos pergaminhos com uso de luz síncrotron. "A descoberta é interessante pelos aspectos históricos mas também pela tecnologia de imagem para pergaminhos de papiro", disse Brun. "As diferentes etapas desse estudo da tinta permitirão aprimorar os próximos experimentos de leitura dos textos invisíveis dentro dos papiros." A erupção do Vesúvio soterrou a cidade de Herculano e sua vizinha maior, Pompeia. Um conjunto de cerca de 2 mil pergaminhos foi descoberto em uma de suas vilas no século 18, dos quais 600 continuam fechados. A maioria deles são obras de filosofia em grego, mas outros incluem uma comédia em latim. "Esses são achados surpreendentes que, se confirmados, ditarão a linha dos estudos futuros. Até agora nunca esperei ler qualquer um desses pergaminhos por dentro sem danificá-los. Mas agora espero", afirmou Dirk Obbink, professor de papirologia e literatura grega na Universidade de Oxford. (Fonte MSN)

Moro coloca sob sigilo lista que apontaria pagamentos da Odebrecht a políticos

(© Foto: Reuters Moro afirmou que a lista "aparentemente" aponta pagamentos feitos pela empreiteira a agentes políticos) O juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal do Paraná, colocou sob sigilo nesta quarta-feira o processo em que foi anexada uma lista que apontaria pagamentos da Odebrecht a políticos e determinou que o Ministério Público Federal (MPF) se manifeste sobre a possibilidade de enviar esses documentos ao Supremo Tribunal Federal (STF). Em seu despacho, Moro afirmou que a lista, apreendida pela Polícia Federal na casa de Benedicto Barbosa da Silva Júnior, presidente da Odebrecht Infraestrutura, "aparentemente" aponta pagamentos feitos pela empreiteira a agentes políticos. O documento havia sido anexado ao processo referente à 23ª fase da Lava Jato, na qual foram presos o marqueteiro João Santana e sua mulher Mônica Moura. "Prematura conclusão quanto à natureza d­esses pagamentos. Não se trata de apreen­são no Setor de Operações Estruturadas d­a Odebrecht e o referido Grupo Odebrecht­ realizou, notoriamente, diversas doaçõe­s eleitorais registradas nos últimos ano­s", escreveu Moro na decisão. Como a lista cita autoridades com prerrogativa de foro junto ao Supremo, Moro pediu que o MPF se manifeste com urgência sobre o envio desses autos ao STF. De acordo com veículos de imprensa que tiveram acesso à lista antes de ela se tornar sigilosa, o documento cita mais de 200 políticos de 18 partidos. Entre os citados, ainda de acordo com a mídia, estão o chefe do gabinete pessoal da presidente Dilma Rousseff, Jaques Wagner; o presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG); e os presidentes da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). (Por Eduardo Simões)(Fonte MSN)

Força-tarefa exige novos fatos e confissão ampla

(© Foto: Cícero Rodrigues/World Economic Forum Marcelo Odebrecht estaria entre os executivos que buscam acordo) Os procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato, em Curitiba, não abrem mão da ampla confissão do empreiteiro Marcelo Bahia Odebrecht em um eventual acordo de delação premiada. O Grupo Odebrecht tornou pública ontem a intenção de executivos da empresa de fechar uma “colaboração efetiva” com os investigadores, em busca de redução de pena. Preso desde 19 de junho de 2015 e condenado pelo juiz federal Sérgio Moro a 19 anos de prisão, no mês passado, em um primeiro processo em que foi réu, Odebrecht estaria entre os executivos que buscam acordo. Além de confessar ter conhecimento e ascendência sobre o “departamento da propina” desvelado pela Operação Xepa – 26.ª fase deflagrada anteontem –, procuradores da força-tarefa querem detalhes sobre a corrupção em outras obras e áreas do governo. Algumas delas já estão no radar da Lava Jato, como o setor de plataformas na Petrobrás, o estádio Itaquerão, em São Paulo, o Porto Maravilha, no Rio, entre outras. Lula: Outro ponto considerado essencial para investigadores em eventual negociação, é que os executivos do Grupo Odebrecht revelem dados sobre os pagamentos de palestras, doações e reformas feitas em benefício do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Com a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki, de tirar das mãos de Sérgio Moro, em Curitiba, os inquéritos envolvendo o ex-presidente, as informações podem interessar à Procuradoria-Geral da República, e não mais aos investigadores paranaenses. Odebrecht pode negociar seu acordo tanto com a Justiça em Curitiba, como no STF – nos casos dos processos envolvendo alvos com foro privilegiado. Na nota de anteontem, o grupo deu indicativo de que quer falar sobre doações eleitorais. “Apesar de todas as dificuldades e da consciência de não termos responsabilidade dominante sobre os fatos apurados na Lava Jato – que revela na verdade a existência de um sistema ilegal e ilegítimo de financiamento do sistema partidário-eleitoral do país – seguimos acreditando no Brasil”, disse a nota. A tentativa de negociação de uma delação premiada por executivos do Grupo Odebrecht começou mal, na avaliação dos procuradores da força-tarefa da Lava Jato, em Curitiba. Na nota de esclarecimento divulgada ontem, em que afirmou não existir “sequer negociação iniciada sobre acordos de colaboração com executivos ou leniência com o Grupo Odebrecht”, a força-tarefa critica a divulgação do acordo. / J.A.,F.M.,R.B. e M.C. “Acordos de leniência e de colaboração premiada somente são possíveis com o completo desvelamento dos fatos criminosos que já são investigados, além de outras ilegalidades” (Fonte MSN)

A Dieta da Cabala promete transformar corpo e mente em 22 dias. Veja como funciona

(© alisafarov/ thinkstock/ Getty Images dieta da cabala) A filosofia virou livro pelas mãos de Ian Mecler, “Dieta da Cabala – 22 Dias Para Transformar Corpo, Mente e Alma” (Editora Record), e traz além de uma parte teórica que explica os princípios do programa, uma parte prática, com 22 aulas que devem ser lidas e executadas uma a cada dia, o que inclui não apenas um cardápio para a reeducação, como também salmos mágicos e novos hábitos positivos. O programa se divide em três etapas: dieta do corpo, dieta da mente e dieta da alma. Na primeira etapa, você aprende a necessidade de retirar alguns alimentos da dieta habitual para restabelecer o mecanismo fisiológico do organismo, como explica o nutrólogo Luiz Guedes: “nessa fase o programa nos propõe 7 deveres, que são a redução do glúten, do sódio e do açúcar, a adição de sementes, de água, de alimentos vivos (vegetais, frutas e verduras) e de alimentos pacíficos (sem carnes de animais). Estas mudanças já melhora o funcionamento do organismo, além de diminuir o processo inflamatório dos alimentos nocivos, o que nos proporciona melhor qualidade de vida”. Já a segunda fase foca no abandono de hábitos negativos criados a partir de algum trauma. Segundo o programa, para todo problema existe um gatilho que gera uma ação compulsiva dentro da mente. E que, por consequência, vai gerar uma recompensa para acalmar esse estado. De acordo com Luiz Guedes, “a dieta propõe seguir os ensinamentos da própria Cabala para curar esse círculo vicioso, que são: saber compartilhar, a bênção, o poder do dizer não, o poder do dizer sim e a meditação”. A fase três, por sua vez, tem como objetivo a criação de mantras que farão com que sua alma se torne mais espiritualizada. Segundo explica o nutrólogo, isso é alcançado na dieta por meio da recitação de mantras e salmos em voz alta, em horários específicos. “Mas é essencial que o praticante da dieta entenda o que aquele preceito quer dizer”, lembra ele. Tentador, não? Por isso pedimos ao Luiz um cardápio de um dia para quem quer investir nos cuidados do corpo, da mente e da alma com a Dieta da Cabala. Confira o que ele criou: Passo 1: Receita para a mente – realizar a receita do dia. Passo 2: Receita para a alma – leitura de um mantra pela manhã. Passo 3: Receita para o corpo – iniciar a mudança na alimentação. Cardápio de 1 dia: Em jejum ou depois do café da manhã: 1 copo (200ml) de água Café da manhã: 1 tapioca pequena com chia recheada com 1 ovo + 1/2 mamão papaia com 1 col. (chá) de linhaça + 1 copo (200ml) de suco de uva integral. Lanche da manhã: suco da juventude (bater no liquidificador 200ml de água + 1 banana + 1 col. (chá) de chia + 1 col. (chá) de linhaça. Almoço: 1 copo (200ml) de água, 1 porção (1 xíc. de chá/100gr) de berinjela cozida, 1 porção (1 xíc. de chá/100gr) de cenoura crua, salada verde à vontade, 1 filé (200gr) de peixe tipo Saint Peter. Lanche da tarde: 1 copo (200ml) de água + 1 porção de oleaginosas (castanhas, amendoim, nozes, amêndoas). * 1 porção: quantidade referente a palma de sua mão. Jantar: 1 bowl de sopa feita com abobrinha + berinjela + chuchu + cenoura + beterraba + couve + brócolis + inhame. Ceia: 1 copo (200ml) de suco feito com maçã + pepino + couve + hortelã + alface + inhame – todos os alimentos crus. (Fonte MSN)

terça-feira, 22 de março de 2016

Samsung Galaxy S7 e S7 Edge chegam ao Brasil em 2 de abril custando até R$ 4.300

(© Fornecido por Gizmodo) O Samsung Galaxy S7 já está a caminho do mercado brasileiro, junto com o Galaxy S7 Edge. Nesta quinta-feira (17), a Samsung anunciou em São Paulo a chegada da família de dispositivos. Eles estarão nas lojas a partir de 2 de abril (a pré-venda começa nesta sexta, 18) e custarão a partir de R$ 3.799. – Sistema operacional: Android 6.0 Marshmallow com TouchWiz – Tela: display AMOLED, 2560×1440 pixels, 5,1 polegadas e 577 PPI (S7); 5,5 polegadas e 534 PPI (S7 Edge) – Armazenamento: 32GB + microSD de até 200GB – Bateria: 3.000 mAh (S7) / 3.600 mAh (S7 Edge) – Peso: 152 g (S7) / 157 g (S7 Edge) – Extras notáveis: resistência à água e poeira (IP68), MST/NFC para pagamentos móveis, carregamento sem fio por Qi e PMA, tela Always On.
(© Foto: Carlos Humberto/STF Fux decidiu extinguir o processo sem sequer analisar o mérito do pedido feito pela Advocacia-Geral da União) O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, negou nesta terça-feira, 22, o pedido do governo para anular a decisão do ministro Gilmar Mendes, que suspendeu a posse do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Casa Civil. Fux decidiu extinguir o processo sem sequer analisar o mérito do pedido feito pela Advocacia-Geral da União, porque, segundo ele, a ação ia contra a jurisprudência criada pela Corte. “O Supremo Tribunal Federal, de há muito, assentou ser inadmissível a impetração de mandado de segurança contra atos decisórios de índole jurisdicional, sejam eles proferidos por seus Ministros, monocraticamente, ou por seus órgãos colegiados”, anotou o ministro. O mandado de segurança foi protocolado nesta segunda-feira pela AGU diante da perspectiva de que o recurso sobre a decisão de Gilmar Mendes e as ações sobre o caso que estão com o ministro Teori Zavascki só irão ser julgados pelo plenário a partir da próxima semana, por conta do feriado prolongado da Páscoa no Judiciário. Na peça, a AGU alegava que que a decisão de Gilmar Mendes de anular a nomeação de Lula para a Casa Civil foi “absolutamente peculiar, ilegal e de caráter satisfativo”. O órgão afirmava que o ministro deveria ter se declarado impedido de julgar a situação de Lula porque já havia se manifestado sobre o caso publicamente e porque tem ligação com a advogada Marilda de Paula Silveira, que assinou o mandado de segurança apresentado pelo PPS. O pedido do partido, juntamente com uma ação do PSDB, culminou na liminar de Mendes que suspendeu a posse de Lula na última sexta-feira. A AGU também argumentava que era prerrogativa da presidente escolher os seus ministros e que Lula poderia assumir o cargo porque está sendo apenas investigado e ainda não foi condenado. “Notadamente, em período de notória crise política e turbulência institucional, não se pode manietar a presidenta da República no seu típico espaço de discricionariedade na direção política”, diz na peça. Em sua decisão, tomada de maneira monocrática, Gilmar Mendes afirmou que Lula havia aceitado assumir a Casa Civil para ganhar foro privilegiado e não ser mais julgado pelo juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância. (Fonte MSN)

segunda-feira, 21 de março de 2016

A Nike vai começar a vender ainda neste ano o tênis que se amarra sozinho

(© Fornecido por Gizmodo) O sonho do tênis que se amarra sozinho se tornará realidade ainda neste ano. Segundo a Nike, o HyperAdapt 1.0 começará a ser vendido nos Estados Unidos, durante o verão no Hemisfério Norte (entre junho e setembro). “Não seria sensacional se seus tênis, no futuro, pudessem perceber se você precisa estar com os cadarços apertados ou mais frouxos? Não seria legal se você saísse com os tênis com cadarços apertados, e depois eles pudessem ficar mais folgados com um comando rápido? É isso que queremos. No futuro, este produto estará disponível”

Mais de metade do que comemos não é comida 'real'

(© Fornecido por Notícias ao Minuto) Os alimentos processados ocupam um grande espaço na alimentação diária de quase todas as pessoas. Não vale a pena negar, começa no café da manhã com os cereais, segue-se a merenda da manhã com uma barrinha e por aí adiante. E o fast food está longe de ser o único exemplo de comida processada. Só nos Estados Unidos, 58% da energia adquirida todos os dias é à base de alimentos processados e ultra-processados. E para se ter um exemplo da quantidade de alimentos processados que estão sempre tão fáceis de encontrar, vejamos a definição de alimentos processados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos: alimentos que sofreram uma transformação de forma bruta, seja para alargar o prazo de validade, seja para melhorar o sabor dos alimentos consumidos no seu estado cru. Farinhas, cereais, bolachas, hambúrgueres pré-feitos, refeições pré-congeladas, iogurtes, manteigas, queijos fundidos, batatas fritas, etc. São muitos mais os alimentos processados e ultra-processados do que imagina. Mas além dos alimentos processados, existem os alimentos ultra-processados, como é o caso dos produtos repletos de aditivos, químicos e açúcares adicionados (muitas vezes escondidos em nomes e códigos que não são pronunciáveis) que prometem fazer dos alimentos os mais saborosos de todos (e também mais viciantes), como diz um estudo realizado em conjunto por duas universidades de São Paulo e por uma universidade em Boston. Segundo a Direção Geral da Saúde (DGS), “os produtos processados como as bolachas, biscoitos, bolos, cereais, refrigerantes, sucos, iogurtes, entre outros, geralmente contêm excesso de açucar. Para verificar a presença e a quantidade de açúcar nos alimentos é importante ler os rótulos das embalagens, nomeadamente a lista de ingredientes e a informação nutricional”. No guia para a alimentação saudável, a DGS diz que “num dia alimentar saudável, os alimentos muito processados industrialmente (ex.: refrigerantes, bolos, folhados, salgadinhos, aperitivos, produtos de salsicharia e charcutaria, etc.) podem ser consumidos desde que em pequenas porções e com pouca frequência”. (Fonte MSN)

Chá verde ajuda inibir bactérias que causam a doença periodontal

(© Fornecido por Cartola Fazer uma escovação eficiente é o primeiro passo para evitar a formação de placa bacteriana e o desenvolvimento da doença periodontal) Os adeptos aos tratamentos naturais têm mais um motivo para recorrer ao chá verde. Popular pelos efeitos emagrecedores, benefícios na prevenção de doenças cardiovasculares e na redução de colesterol, ele também traz vantagens para a cavidade oral. A descoberta foi comprovada por uma pesquisa japonesa, que a avaliou as condições dentárias de cerca de 900 homens com idades entre 45 e 59 anos para determinar os efeitos da ingestão regular de chá verde na saúde periodontal. A pesquisa japonesa concluiu que para cada xícara de chá verde consumida por dia ocorria a diminuição dos principais indicadores de doença periodontal – profundidade da bolsa (espaço entre a gengiva e os dentes), perda de inserção do tecido gengival e sangramentos. Segundo o biólogo e professor de histologia da Faculdade de Odontologia de Bauru da USP Gerson Francisco de Assis, esse efeito ocorre porque o chá verde é rico em catequina, um polifenol com características antioxidantes. "A catequina ajuda a mascarar as substâncias que provocam a oxidação do organismo. Quando uma bactéria e um processo inflamatório estão se desenvolvendo, eles acabam sendo inibidos pela catequina", diz Assis. Conforme Marcelo Cavenague (CROSP: 44626), membro da Câmara Técnica de Periodontia do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo, a higienização corrida do dia a dia pode ser o primeiro passo para o desenvolvimento da doença periodontal. Difícil de ser percebida pelo paciente, a patologia, dividida entre gengivite e periodontite, é um processo inflamatório catalisado pelo acúmulo de bactérias na superfície dental. A gengivite ocorre quando a inflamação atinge a gengiva. Durante a escovação ou uso do fio dental, podem ocorrer sangramentos – esse é o principal sinal da doença e também um indicativo de que está na hora de procurar o dentista. Quando essa inflamação na gengiva não é tratada, ela passa a comprometer também os ossos e tecidos de sustentação dos dentes. Nessa etapa, a doença já é chamada de periodontite, pois a inflamação avança e tem como consequência a formação de bolsas periodontais – espaço profundo entre a gengiva e os dentes que serve como um nicho para o acúmulo de bactérias. A doença, que tende a evoluir de forma lenta e silenciosa, pode ser acompanhada da retração gengival, que expõe a raiz do dente, deixando-o com a aparência de mais longo. Cuidados: Ao contrário de outros procedimentos de saúde bucal, como o tratamento de canal, que dependem exclusivamente do dentista, os cuidados para controlar a doença periodontal requerem um trabalho conjunto com o paciente, pois ele começa com a escovação correta e utilização do fio dental. Assim que ele aprender a forma mais adequada de higienizar a cavidade oral, o dentista pode fazer a limpeza profissional da superfície, com a raspagem e alisamento das superfícies dentais. Embora os benefícios tenham sido comprovados pela pesquisa, a ingestão diária dos chás não substitui os cuidados de higiene oral. A substância serve apenas como uma colaboradora. (Fonte MSN)

Aécio se torna no principal alvo dos investigadores da Lava Jato, diz colunista

(© Fornecido por Notícias ao Minuto O senador Delcídio do Amar) O senador Delcídio do Amaral tem dito a fontes próximas que agora o senador Aécio Neves (MG), líder do PSDB, se tornou no principal alvo da Operação Lava Jato agora, segundo o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo. Os investigadores estão atrás da oposição e querem "arrastar um peixe grande tucano", segundo o colunista, para não serem acusados de fazer uma investigação partidarizada, que busca incriminar somente o PT. Ainda segundo a coluna, uma investigação em cima do senador seria uma forma de contrabalançar a operação e as acusações que a Operação vem sofrendo nos últimos dias. (Fonte MSN)

Deputado do PT do Rio diz que vai pedir impeachment de Gilmar Mendes

(© Foto: Ueslei Marcelino/Reuters Na sexta-feira, Mendes decidiu suspender a posse do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no cargo de ministro-chefe da Casa Civil) O deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) informou no domingo (20) que vai pedir o impeachment do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes. Segundo Damous, ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional do Rio de Janeiro, as atitudes de Mendes “desonram a toga”. Na sexta-feira, Mendes decidiu suspender a posse do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no cargo de ministro-chefe da Casa Civil e devolver os processos que envolvem Lula nas investigações da Operação Lava Jato ao juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba, alegando que a nomeação como ministro causaria tumulto nas investigações. "Eu já tenho uma petição pronta, mas tenho que atualizar porque ele [Gilmar Mendes] fala besteira todos os dias. Ele desonra a toga todos os dias, então eu tenho que acrescentar isso à petição. Mas eu quero logo, nas próximas semanas, protocolar o pedido de impeachment dele. Ele desonra a toga, na suprema corte americana ou num tribunal constitucional europeu ele nem chegaria lá. Então, nós vamos abreviar a carreira inglória desse indivíduo no Supremo Tribunal Federal”, disse Damous. Segundo o deputado, Gilmar Mende é um militante partidário. “Eu acho até que o Gilmar Mendes na Câmara dos Deputados seria um ótimo parlamentar do PSDB, porque os que estão lá são uma porcaria. Ele deveria largar a toga, tentar se eleger e ir para lá, ele faria um ótimo papel lá. Mas o que ele está fazendo é desonrar o Poder Judiciário brasileiro, desonrar o Supremo Tribunal Federal”. Damous disse que o pedido de impedimento de Mendes será protocolado em seu nome e não no do Partido dos Trabalhadores. Sobre a declaração de apoio da OAB federal ao pedido de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, Wadih Damous lamentou a decisão. “O Conselho Federal da OAB adotou uma posição vergonhosa, golpista, em relação ao que acontece no Brasil hoje. Em 1964, também a OAB apoiou o golpe, só que naquela época havia grandes vultos da advocacia, como Sobral Pinto, Seabra Fagundes, Heleno Fragoso e outros que recolocaram a OAB no caminho da democracia. Neste momento, a OAB federal está resumida a mediocridades. O que deve acontecer na OAB é uma oxigenação democrática, a OAB deve ter eleições diretas, o conselho federal é eleito indiretamente, aí permite que esses caciquinhos de estado, esses líderes paroquiais tomem conta de uma entidade que deveria representar a advocacia nacional. Então, é lamentável, é vergonhosa a aposição da OAB”. Segundo Damous, as seccionais da OAB do Rio de Janeiro e do Pará foram as únicas que se manifestaram contra o pedido de impeachment . Ele informou também que nesta terça-feira (22) juristas de todo o país se reunirão com a presidenta Dilma Rousseff para repudiar a posição da OAB federal. Ele também lamentou que a entidade não tenha se posicionado sobre a quebra do sigilo das conversas de Lula com seus advogados. "Infelizmente, a OAB entra no jogo político a favor do golpe e fica em silêncio diante das perseguições e das violações das prerrogativas dos advogados, não se manifesta. Infelizmente essa não foi a OAB da qual eu fiz parte. Essa não é a OAB que lutou contra a ditadura militar", argumentou. O ex-presidente da OAB/RJ participou de um debate na tarde deste domingo, na Praça São Salvador, em Laranjeiras, zona sul da cidade, organizado pelo movimento À Esquerda da Praça, que promove atos e debates periódicos no local. Integrante do movimento, Georgia Bello, diz que o momento político do país é de tensão e que o coletivo fará uma vigília constante na praça, com atos todos os domingos. “A gente está fazendo da Praça São Salvador um ponto de resistência, por conta desse golpe que está instalado no pais. Já estamos pensando num próximo debate, em abril, para discutir a mídia e o golpe”, acrescentou. (Fonte MSN)

Após grampos vazados, governo quer novo nome para comando da PF

(© Fornecido por Notícias ao Minuto) O governo quer mudanças no alto escalão da Polícia Federal, mais especificamente, na diretoria. Essa é a missão do novo ministro da Justiça, Eugênio Aragão, que busca nas próximas semanas um nome para substituir o atual diretor, Leandro Daiello, no cargo desde 2011. De acordo com informações da Folha de S. Paulo, o ministro vai indicar o substituto, mas cabe à presidente nomear de fato o comandante da PF. A PF perdeu de vez a confiança do Planalto depois do episódio do grampo telefônico e sua divulgação para a Rede Globo, com autorização do juiz Sergio Moro, do Paraná, entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidente Dilma Rousseff. O prazo estabelecido pelo governo é de até 30 dias para a divulgação do novo nome. Pela legislação aprovada em 2014, o diretor-geral da PF deve ser do quadro de delegados da instituição no mais alto nível da carreira, chamado de "classe especial". (Fonte MSN)

sexta-feira, 18 de março de 2016

O som que faz enquanto mastiga influencia a quantidade que come

(© Fornecido por Mood) Depois de ler esta notícia, garantimos que vai passar a ver televisão com o volume mais baixo – o som engorda! Um grupo de investigadores da Universidade de Brigham Young e da Universidade de Colorado (ambas localizados nos EUA) descobriu que o ruído que a comida faz ao mastigar pode ter um efeito significativo sobre a quantidade de comida que ingere. O estudo foi publicado na ‘Food Quality and Preference’. O ‘Crunch Effect’, como foi designado o fenómeno, sugere a possibilidade de o indivíduo comer menos quando está consciente do som que faz enquanto mastiga. Posto isto, ver televisão com o volume alto ou ouvir música alta enquanto come pode mascarar os sons incomodativos que se provoca enquanto mastiga. «Os consumidores e os investigadores têm negligenciado os sons dos alimentos como uma importante sugestão sensorial na experiência de comer», disse a co-autora Gina Mohr à ‘Food Quality and Preference’. Para dizimar as dúvidas que possam surgir, os investigadores não se referem ao cheiro do bacon ou ao som das pipocas a estoirar no tacho, mas sim ao som provocado pela mastigação. Foram realizadas experiências, em separado, para descobrir os efeitos da ‘comida silenciosa’ e o que as pessoas pensam sobre o assunto. Os participantes usaram fones nos ouvidos e ouviram música alta ou baixa enquanto comiam. O grupo que comeu mais – 4 pretzels – fê-lo enquanto ouvia música num volume elevado. O grupo ‘silencioso’ apenas comeu 2,75 pretzels. «Quando o som de consumo é mascarado como quando, por exemplo, vê televisão enquanto come, pode fazer com que coma mais do que o habitual», disse Ryan Élder, professor assistente na Universidade de Brigham’, `a ‘Food Quality and Preference’. Ainda que os efeitos secundários possam não parecer graves, uma bolacha a menos ou a mais «ao longo da semana, mês ou anos, pode ter um efeito maior». Este estudo sugere que o indivíduo seja mais consciente, não só do sabor e da estética do alimento, mas também do som que provoca enquanto consumido. (Fonte MSN)

A assassina mais famosa do Brasil vai passar a Páscoa fora da prisão

(© Fornecido por Diário de Notícias Suzane von Richthofen, numa entrevista à Rede Record, em 2015. Na altura, a jovem brasileira assumiu a sua parte de culpa e admitiu que está a pagar o preço) Suzane von Richthofen, condenada em 2006 a 39 anos de prisão pela morte dos pais, será beneficiada com a primeira saída temporária de cinco dias. Rica e bonita, casou-se em 2014 com outra detida. Se o magnata da construção civil Marcelo Odebrecht ou o ex-braço direito de Lula da Silva José Dirceu, os presos mais mediáticos da Operação Lava-Jato, fossem autorizados a passar a Páscoa em casa, o tema seria no máximo notícia de rodapé. Se for Suzane von Richthofen não: Suzane, hoje com 32 anos, é a criminosa mais mediática do Brasil por ter participado na morte dos pais em 2002, aos 18 anos. Em 1999, a abastada família Von Richthofen, constituída por Manfred, engenheiro alemão imigrado no Brasil, Marísia, bem-sucedida psiquiatra descendente de portugueses e libaneses, e os filhos Suzane, então com 15 anos, e Andreas, de 12, foi passear ao Ibirapuera, maior zona verde de São Paulo. Lá, Andreas encantou-se com as manobras de Daniel Cravinhos, 17 anos, um campeão de aeromodelismo. Mais tarde, com Andreas como cupido, Daniel e a bela Suzane iniciaram namoro. Manfred e Marísia não se importaram até perceberem que Suzane faltava às aulas, dormia às escondidas na própria casa com Daniel e consumia drogas leves, como maconha, e menos leves, como ecstasy, provavelmente fornecidas por Cristian, problemático irmão de Daniel. Já após discussões públicas entre ambos, Suzane pediu ao pai para lhe alugar um apartamento para morar com o namorado. "Não", disse Manfred. Após dias de planeamento, a 31 de outubro de 2002, Suzane e Daniel convidaram Cristian a participar do assassínio dos Von Richthofen, simulando um roubo seguido de morte e usando o ingénuo Andreas, à espera dos três num cibercafé, como álibi. Munidos de barras de ferro, Daniel e Cristian mataram Manfred e Marísia enquanto estes dormiam. Suzane esperou noutra divisão da mansão. De regresso a casa horas depois, acompanhada de Andreas, a jovem simulou susto por ver a porta escancarada e, sem subir ao quarto, chamou a polícia. O primeiro agente a chegar ao local estranhou que os eventuais ladrões tivessem deixado joias espalhadas pelo chão. E também se intrigou com a pergunta "como eles morreram?" de Suzane, quando ele ainda nem a tinha informado da morte dos pais. Ao prestarem depoimento, horas depois, Suzane e Daniel beijavam-se tranquilamente, o que fez aumentar as suspeitas da polícia. Quatro anos depois, os namorados foram condenados a 39 anos e meio de prisão e Cristian a 38 e meio. Andreas, hoje um químico conceituado, jamais perdoou a irmã. Em 2014, Suzane foi notícia na prisão ao tornar-se o motivo da separação de Sandra, conhecida como Sandrão, que havia sequestrado e morto um adolescente, e Elise, que matara e esquartejara o marido infiel. A sequestradora largou a esquartejadora e casou-se com a parricida na cadeia do Tremembé. Nesta Páscoa, pela primeira vez desde 2006, Suzane foi autorizada a sair da prisão mas a polícia não divulga para casa de quem ela vai. Como em tudo na vida de Suzane, a imprensa estará atenta. (Fonte MSN)

Dilma diz que juiz que faz grampo em presidente no exterior vai para cadeia

(© Foto: Roberto Stuckert Filho/Presidência da República Em discurso na Bahia, afirmou que Moro, sem citar o nome, feriu Lei de Segurança Nacional) No seu primeiro evento público desde o agravamento da crise que atinge seu governo, a presidente Dilma Rousseff fez um discurso duro contra o juiz federal Sérgio Moro, em Feira de Santana (BA), onde entrega moradias do Minha Casa Minha Vida. Dilma afirmou que juiz que faz "grampo" em presidente no exterior vai para a cadeia. Ela rebateu também a comparação que Moro fez da atual situação como a do ex-presidente americano Richard Nixon, que renunciou ao cargo, e acusou ainda o juiz paranaense, sem citar seu nome, de ter ferido a Lei de Segurança Nacional. — Quero falar do fato grave que aconteceu. Eu, ao convidar o presidente Lula (para ser ministro) ele ia para São Paulo. A Dona Marisa, mulher do presidente, estava doente e ele não ia voltar para a cerimônia de posse. Aí, liguei (para Lula) e disse: 'tô mandando aí no aeroporto para pegar sua assinatura para a gente usar se você não puder voltar para a cerimônia de posse amanhã. Pois bem. Essa conversa apareceu gravada, grampeada. E aí é um fato grave. E vou explicar para vocês. Esse grampo na Presidência da República, ou com qualquer um de vocês, não é algo lícito. É ilícito. E é previsto como crime na legislação. Não é por ser eu, Dilma, é por eu ser presidenta. O dia que deixar de ser, isso vale para mim. Mas presidente do Brasil, e de qualquer país democrático do mundo, tem garantias constitucionais. Ele não pode ser grampeado, a não ser com autorização expressa da Suprema Corte do país. E em muitos lugares do mundo quem grampear um presidente vai preso, se não tiver autorização judicial da Suprema Corte. Vou dar um exemplo. Se grampeiam o presidente da República os Estados Unidos...veja o que acontece com quem grampear. É por isso que eu vou tomar todas as providências cabíveis — disse Dilma no discurso. O discurso foi num conjunto habitacional, onde foram entregues casas para cerca de 1,6 mil famílias. Dilma afirmou ainda, se referindo a Moro, que não é passível de "grampo" e acusou o juiz de ferir a LSN. — A não ser que a Suprema Corte autorize, não sou passível passível de grampo. Se não, fere frontalmente a Lei de Segurança Nacional (LSN), que protege o presidente. Dilma rebateu a citação que Moro fez de Richard Nixon ao se referir à situação vivida pela presidente Dilma. — Outro dia deram como exemplo o presidente Nixon. O que ele fazia? Ele grampeava todo mundo que entrava na sala dele e todos os telefones eram..telefonemas que recebiam, ia para lá, pá, grampeava. E aí? Não ficou assim não. A Suprema Corte dos Estados Unidos mandou entregar todos os grampos e proibiu ele de grampear. Era o presidente grampeando. Ele não pode grampear porque deu na cabeça dele. O exemplo é o seguinte: nem presidente da República pode grampear sem autorização, o que dizer de outras hierarquias. Esse exemplo do presidente Nixon não é válido. É de forma incorreta — afirmou. O discurso de Dilma era interrompido por gritos como "não vai ter golpe" e "Dilma, guerreira, do povo brasileiro". (Fonte MSN)

PT confirma Lula em ato na Paulista nesta sexta

(© Fornecido por Abril Comunicações S.A. Lula Ministro) O Partido dos Trabalhadores confirmou a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em manifestação marcada para as 16h desta sexta (18) em São Paulo. O evento, chamado de Ato em Defesa da Democracia, dos Direitos Sociais e contra o Golpe, será na Avenida Paulista, com concentração em frente ao Masp. A segurança dos manifestantes é uma das principais preocupações dos organizadores. Desde a noite de quarta (16), quando Lula aceitou o convite para chefiar a Casa Civil do governo Dilma Rousseff e quando foram divulgados grampos de conversas da presidente com o ex-mandatário, grupos anti-governo tomaram a Paulista. Em vídeo divulgado em redes sociais, o presidente do Diretório Estadual do PT, Emídio de Souza, pediu calma aos manifestantes e pediu que o governador Geraldo Alckmin (PSDB) garanta a segurança de quem estiver no local. "Governador exigimos que tenhamos o mesmo aparato visto no domingo [em protesto anti-governo]. Venha a público garantir que a polícia evite a presença de provocadores." Na gravação, Souza pediu que a militância que vai às ruas hoje não reaja caso seja provocada por oposicionistas. "Companheiros, mantenham a calma, a tranquilidade. Não aceitem provocação, mas também não aceitem ser intimidados por ninguém", afirmou. Emídio disse ainda que a direita está "assanhada" depois que Lula tomou posse como ministro. "Eles sabem que o Lula pode ajudar a reorganizar o nosso governo e a retomar o nosso projeto. É natural que a direita reaja a isso." Emídio conclamou os militantes a receberem Lula. "É preciso que a nossa militância esteja presente. Onde desfiou o ódio, é preciso desfilar agora os valores democráticos." Organizado pelo PT, pela CUT e pela Frente Brasil Popular de São Paulo, o evento contava com a confirmação de cerca de 30 000 pessoas no Facebook. Procurado, o Instituto Lula disse que a presença não está confirmada. Ele esteve na tarde dessa quinta (17) em Brasília para a nomeação como ministro da Casa Civil. A Justiça Federal, no entanto, deferiu liminar barrado o empossamento do ex-presidente. Também na quInta foi divulgado um vídeo de artistas como Letícia Sabatella, Zezé Polessa, Zélia Duncan, Gregório Duvivier e Laerte Coutinho em defesa da democracia e contra a corrupção. (Fonte MSN)

quinta-feira, 17 de março de 2016

Cinco anos após deixar presidência, Lula toma posse como ministro da Casa Civil

(© Reprodução/GloboNews) Pouco mais de cinco anos após deixar a presidência da república, Luiz Inácio Lula da Silva voltou ao Palácio do Planalto na manhã desta quinta-feira (17) para tomar posse como ministro da Casa Civil do governo Dilma. Ao entrar no salão, Lula foi ovacionado aos gritos de "Lula guerreiro do povo brasileiro" e "não vai ter golpe!". "Muito bom dia a todos os brasileiros e brasileiras de coragem que estão dentro desta sala. Queria saudar com muita alegria, com muita convicção o nosso querido ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ministro chefe da Casa Civil", disse Dilma logo após assinar o termo de posse de seu antecessor. Enquanto isso, do lado de fora do Palácio, milhares de pessoas protestavam contra o governo Dilma e a posse de Lula. O anúncio do novo chefe da Casa Civil e a divulgação do gravação da conversa entre a atual e o ex-presidente já haviam desencadeado uma série de protestos desde ontem em ao menos 16 Estados e no Distrito Federal. Em seu discurso, Dilma teceu elogios ao ex-presidente, "uma pessoa que, além de ser um grande líder político, é um companheiro de lutas". "Eu conto com a experiência do ex-presidente. Conto com a identidade que ele tem com esse País e com o povo. Conto com sua incomparável capacidade de olhar nos olhos do nosso povo e de entender esse povo. De querer o melhor para esse povo. E também de ser entendido por ele e por ele amado. A sua presença aqui prova que você tem a grandeza dos estadistas e dos grandes líderes", completou. Dilma reforçou ainda a união entre ela e Lula. "Nós sempre estivemos juntos pois temos em comum algo extremamente importante: a consciência do projeto do Brasil extremamente generoso que olha para aquela parcela do povo que é a mais sofrida que é grande maioria da população que foi excluída", disse Gravações da Lava Jato: A presidente aproveitou seu discurso para comentar a divulgação das conversas telefônicas entre ela e Lula, divulgadas ontem pelo juiz Sérgio Moro, e tecer críticas à condução da operação Lava Jato. "Interpretação desvirtuada, investigações baseadas em grampos ilegais, não favorecem a democracia nesse país. Quando isso acontece, fica nítida a tentativa de ultrapassar o estado democrático de direito rumo ao estado de exceção", disse Dilma. (Fonte MSN)

Juiz suspende posse de Lula como ministro da Casa Civil

O juiz federal Itagiba Catta Preta Neto, da Justiça Federal de Brasília, suspendeu a posse do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro da Casa Civil por meio de uma liminar. Ainda cabe recurso da decisão, que é liminar. Na decisão, que é liminar, ou seja, provisória, o juiz afirma que a nomeação de Lula "em tese, é de intervenção do Poder Executivo, no exercício do Poder Judiciário. Ato que obsta ou é destinado a obstar o seu [do Judiciário] livre exercício". No entendimento do juiz da 4ª Vara do Distrito Federal, há indícios de crime de responsabilidade. A decisão tomada foi sobre uma ação popular movida por um advogado. Ao G1, o juiz federal afirmou que “juiz não é cego nem surdo para o que está acontecendo. E ontem [quarta] o país inteiro viu que existe uma clara intenção do ex-presidente da República, e talvez até da atual presidente da República, de intervir no Poder Judiciário. Isso é inadmissível, isso não pode ser permitido de forma alguma”. Nas redes sociais, circulam imagens do magistrado em manifestações contra a presidente Dilma. À Folha de S.Paulo, o advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, afirmou que não há amparo legal para a decisão do magistrado e disse que o governo irá recorrer ainda hoje. Lula tomou posse como ministro da Casa Civil do governo Dilma Rousseff na manhã desta quinta-feira (17). Ao entrar no salão, Lula foi ovacionado aos gritos de "Lula guerreiro do povo brasileiro" e "não vai ter golpe!". Enquanto isso, do lado de fora do Palácio, milhares de pessoas protestavam contra o governo Dilma e a posse de Lula. O anúncio do novo chefe da Casa Civil e a divulgação da gravação da conversa entre a atual e o ex-presidente já haviam desencadeado uma série de protestos desde ontem em ao menos 16 Estados e no Distrito Federal. (Fonte MSN)

'Missão 100%'? São Paulo não vence três seguidas nos grupos da Libertadores há 7 anos

(© Getty Thiago Mendes e Paulo Henrique Ganso, no empate entre São Paulo e Trujillanos) Com o empate por 1 a 1 com o Trujillanos-VEN desta quarta-feira (16), o São Paulo se complicou ainda mais no grupo 1 da Libertadores. Com apena dois pontos, o time tricolor está a três pontos do vice River Plate-ARG e a cinco do líder The Strongest-BOL. Com três rodadas para o fim da fase de classificação, os são-paulinos sabem que a situação é complicada e pregam 100% de aproveitamento no segundo turno. O problema é que o clube não consegue três vitórias consecutivas na fase de grupos do torneio há sete anos. A última vez que os paulistas conseguiram o feito foi na edição de 2009. De março até abril daquele ano, os são-paulinos bateram na sequência o América de Cali-COL (fora de casa) e duas vezes o Defensor Sporting-URU (no Morumbi e no Uruguai). De lá pra cá foram seis torneios que a equipe tricolor participou - ficou fora em 2014. Naquela época, o elenco contava com nomes como os dos atacantes Borges e Washington. A eliminação aconteceu diante do Cruzeiro nas quartas de final. Após o empate contra o Trujillanos, o técnico Edgardo Bauza afirmou que o São Paulo precisa vencer as três se quiser seguir adiante na competição. "Para classificar, temos de ganhar os três. Faltou mais tranquilidade. Tivemos entrega, lutamos, mas não vencemos", afirmou em entrevista coletiva na Venezuela. Quem também definiu a situação como "complicadíssima" foi Paulo Henrique Ganso. O meia fez o único gol tricolor na partida contra o Trujillanos, mas também perdeu o pênalti que poderia ter dado a vitória ao clube do Morumbi. "A situação ficou complicadíssima. Se quiser classificar, tem de vencer os três jogos, não resta alternativa", disse. "Não acho que tenha faltado vontade. Nós tivemos chances e um pênalti perdido. Poderíamos ter vencido." Se levarmos em consideração o mata-mata da Libertadores, a situação muda. Em 2015, o São Paulo derrotou Corinthians, Danubio-URU e o Cruzeiro (já pelas oitavas de final). O time tricolor começa a briga para reverter o histórico negativo no próximo dia 5 de abril, quando recebe o Trujillanos no Morumbi. Qualquer resultado que não seja a vitória pode deixar os são-paulinos com chances ainda mais baixas de classificação. (Fonte MSN)

quarta-feira, 16 de março de 2016

Como declarar carros no Imposto de Renda 2016

(© phototechno/Thinkstock Carros: veículos entram sempre na ficha "Bens e Direitos", mesmo em caso de financiamento) São Paulo - Se você vendeu, comprou ou possuía um carro em 2015, é preciso informar as transações ou registrar a propriedade do veículo na declaração de Imposto de Renda de 2016. De acordo com as regras da Receita Federal, imóveis, veículos automotores, embarcações e aeronaves devem ser obrigatoriamente declarados, independentemente do valor (veja quem está obrigado a entregar a declaração em 2016). Dessa forma, os carros, assim como as motos e caminhões, devem ser informados na ficha "Bens e Direitos” da declaração de IR, com o código “21 - Veículo automotor terrestre: caminhão, automóvel, moto, etc.”. No campo “Discriminação” devem ser informados os dados do veículo (modelo, ano de fabricação e placa), do vendedor (nome, CPF ou CNPJ) e a forma de pagamento. Por exemplo: "O carro Volkswagen Gol, ano 2015, placa AAA-0000, foi comprado na concessionária Autos, de CNPJ 'x', pelo valor de 30 mil reais, com pagamento à vista". No campo "Localização (País)", informe o país onde o bem está localizado. Se a compra aconteceu em 2015, deixe o campo “Situação em 31/12/2014 (R$)” em branco e informe o valor pago pelo veículo apenas no quadro "Situação em 31/12/2015 (R$)”. Se o carro foi comprado em anos anteriores, basta repetir as informações da declaração passada. O programa gerador da declaração oferece inclusive a opção de selecionar o botão "repetir", que copia as informações de um ano para outro. O valor do carro informado deve ser sempre o do seu custo de aquisição (veja por que os bens sempre são declarados pelo valor inicial). O valor só deve ser alterado se o proprietário fizer benfeitorias que valorizem o carro, como uma blindagem. Ao incorporar essas despesas ao custo de aquisição do bem, caso o carro seja vendido com lucro no futuro, como poderia ocorrer com um carro "tunado", o ganho de capital (lucro) será menor, resultando em menor imposto a pagar. Caso os gastos com o veículo não representem benfeitorias, não é preciso informá-los, uma vez que essas despesas não são dedutíveis. Venda: Se o carro for vendido por valor superior a 35 mil reais - limite de isenção para alienação de bens ou direitos -, ele está sujeito à incidência de IR, em caso de ganho de capital com sua venda. Nesse caso, no mês seguinte à venda, o contribuinte deveria ter acessado o programa GCAP 2015 para lançar os dados da negociação e recolher o imposto de 15% sobre o ganho. Assim, se a lição de casa tiver sido feita, na declaração basta apenas importar o GCAP, na aba “Ganhos de Capital” para que o programa registre automaticamente o recolhimento do imposto. Se o contribuinte vendeu seu carro com lucro em 2015 e não recolheu o imposto no mês seguinte, por meio do GCAP, ele deve pagar o imposto agora, acrescido de multas e juros, conforme explica Rodrigo Paixão, sócio da Atlas Tax Consulting. "O contribuinte tem duas opções: calcular o imposto, acrescido de juros e multas, por conta própria ou usar o programa Sicalc, da Receita, que calcula o valor corrigido", diz. Caso o contribuinte queira fazer o cálculo sozinho, por meio de um programa de Excel, Paixão lembra que a multa aplicada é de 0,33% sobre o valor do imposto por dia de atraso (limitada a 20% do imposto) e os juros são equivalentes à variação da taxa Selic. Como os carros sofrem desvalorização na maioria esmagadora dos casos, é mais provável que não haja ganho de capital na hora da venda, portanto a Receita não tributará o antigo proprietário. De qualquer forma, a Receita precisa saber que ele se desfez do bem - da mesma forma que precisa saber sobre quem o adquiriu. Ainda que o carro seja vendido por menos de 35 mil reais, o contribuinte deve declarar que o bem não faz mais parte do seu patrimônio. Para isso, basta deixar o item “Situação em 31/12/2015” em branco e informar a venda no campo “Discriminação”, especificando o CNPJ ou CPF do comprador. Compra por financiamento Se o carro for financiado, ele também deve ser informado na declaração de "Bens e Direitos". Mas em vez de declarar o preço total de compra, o contribuinte deve declarar apenas o valor efetivamente desembolsado com as prestações do financiamento até o dia 31/12/2015. Na coluna "Situação em 31/12/2014", portanto, devem ser descritos os valores pagos até então (entre parcelas e entrada), ainda que o contribuinte esteja declarando pela primeira vez. Assim, se o financiamento tiver começado em 2015, essa coluna ficará em branco. Já na coluna "Situação em 31/12/2015", deve-se somar ao valor de 31/12/2014 a quantia paga ao longo de 2015. No campo "Discriminação" é preciso declarar que o veículo foi financiado, informando o modelo, o ano, o valor total do carro, o CNPJ ou CPF do vendedor, o valor da entrada (se tiver sido paga em 2015), a quantidade total de parcelas e o número de prestações pagas até 31/12/2015. Não é preciso informar nenhum valor na ficha “Dívidas e Ônus Reais”. Filhos que já tinham carro e estão declarando pela primeira vez Se um jovem tem um carro em seu nome e era incluído como dependente na declaração de um dos pais, ao passar a declarar por conta própria no IR 2016 ele deverá informar o carro da mesma forma como ele aparecia na declaração de seu antigo titular. O valor do veículo deve ser repetido na coluna de 2014 e 2015, com os eventuais acréscimos a título de financiamento ou melhorias, se for o caso. Se apenas o campo "Situação em 31/12/2015" for preenchido, a Receita pode entender que o carro foi comprado no ano passado, e a aquisição pode não se sustentar, considerando a situação financeira do contribuinte. Isso pode levá-lo à malha fina. Os pais que declaravam os filhos como dependentes devem deixar a coluna de 2015 em branco, informando no campo “Discriminação” que o bem passou a ser declarado pelos filhos. Os contribuintes que tiverem dependentes que possuírem veículos em nome deles devem informar esses bens na declaração de IR, seguindo as mesmas regras já mencionadas, mas especificando no campo "Discriminação" que o carro pertence ao dependente. Veículo que teve perda total ou foi roubado: Se o seu carro foi roubado ou teve perda total em 2015, é preciso deixar a coluna “Situação em 31/12/2015” da declaração de “Bens e Direitos” em branco, informando o incidente no campo “Discriminação”, bem como o valor de indenização recebido da seguradora, se for o caso. Se houver indenização, o contribuinte deve informar o recebimento na Discriminação, dizendo, por exemplo, que: O automóvel Volkswagen Gol, ano 2014, placa AAA-0000, adquirido em 20/02/2014, teve perda total, sendo pago pela seguradora "x", CNPJ "x", o valor "x" a título de restituição. Como as indenizações dos seguros de carros não costumam ser superiores ao valor de compra do automóvel, o valor não representa um novo rendimento, portanto não deve ser declarado na ficha “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis”. Apenas em casos muito específicos, nos quais a indenização é maior do que o valor do bem declarado, é que a diferença entre a indenização recebida e o valor de compra do carro deve ser informada na ficha “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis”, linha 2 "Capital das apólices de seguro [...]". Caso um novo veículo seja comprado com o valor do seguro, basta informá-lo como um novo bem, adquirido em 2015, na ficha “Bens e Direitos”, sob o código 21. No campo “Discriminação”, o contribuinte pode informar que o dinheiro foi recebido da seguradora. (Fonte MSN)

Como declarar no IR imóvel financiado com o namorado?

(© Andrey Popov/Thinkstock Casal com dúvida: se o imóvel foi comprado em conjunto, cada um deve declarar apenas a parte que pagou) Dúvida do internauta: Em 2015 eu comprei um apartamento financiado em conjunto com o meu namorado. Nós dividimos igualmente o pagamento da entrada e das taxas envolvidas na aquisição. Como devemos declarar a compra no Imposto de Renda 2016? Resposta de Alan Martins* As informações relativas ao imóvel devem ser preenchidas na declaração de cada um de vocês na ficha “Bens e Direitos”, com o código "11 – Apartamento". No campo “Discriminação”, ambos deverão informar os dados do imóvel e do negócio: localização, nome e CPF ou CNPJ do vendedor; data de pagamento, condições e forma de aquisição (no seu caso, é necessário apontar que foi um financiamento e especificar o nome do banco no qual o crédito foi contratado). No campo “Situação em 31.12.2014” vocês devem informar o saldo R$ 0,00, enquanto no campo “Situação em 31.12.2015” vocês deverão declarar o custo de aquisição do imóvel, considerando o valor efetivamente pago durante o ano de 2015, ou seja, a soma do valor de entrada e das parcelas do financiamento quitadas ao longo do ano passado. Como você e o seu namorado adquiriram o imóvel juntos e contribuíram igualmente com todos os custos de aquisição, cada um deverá informar apenas o valor total da sua contribuição nas respectivas declarações do imposto. A legislação do Imposto de Renda admite que sejam somados ao custo de aquisição, desde que possam ser comprovados por documentação idônea, os valores que tenham sido desembolsados por vocês para pagamento de corretagem e Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI). No caso da corretagem, o valor deve ser preenchido na ficha “Pagamentos Efetuados”, com o código "72 – Corretor de imóveis” e nome e CPF ou CNPJ do beneficiário Ainda poderão ser adicionados ao custo da aquisição os gastos realizados após a compra com reformas, desde que o projeto tenha sido aprovado pelos órgãos municipais competentes, e também pequenas obras, tais como pintura e reparos em azulejos, encanamentos, pisos e paredes. Se o apartamento entrou como garantia do financiamento, o que acontece com frequência nessas transações, vocês não precisarão preencher a ficha “Dívida e Ônus Reais”. Essa ficha somente deve ser preenchida em situações nas quais os recursos para aquisição do imóvel tenham sido tomados fora do sistema de crédito imobiliário, sem dar o imóvel em garantia, por meio de operações como crédito pessoal ou consignado. *Alan Martins é mestre em direito pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). Especialista em direito tributário, professor e coordenador da área fiscal do CERS Cursos Online. Instrutor da Escola Fazendária da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo (Fazesp). Docente em cursos de especialização e MBAs USP, INPG, ESD, UniFacef, Estácio/CERS e de outras instituições. Autor de livros para concursos e coordenador da área fiscal da Editora Juspodivm. Envie outras perguntas sobre imposto de renda para seudinheiro_exame@abril.com.br.(Fonte MSN)

Japonês da Federal tem recurso negado pelo STJ

(© Fornecido por Notícias ao Minuto) O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou um recurso de três réus da Operação Sucuri, deflagrada em 2003, contra 19 policiais federais, além de agentes da Receita Federal e da Polícia Rodoviária Federal. Um dos envolvidos no caso é o agente Newton Hidenori Ishii, conhecido como “Japonês da Federal”, ao estar constantemente escoltando presos da Operação Lava Jato e de ter sido solicitado na condução coercitiva do ex-presidente Lula ocorrida no último dia 4. Tal investigação mostrava que os agentes facilitavam a entrada de contrabando no país, pela fronteira com o Paraguai, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. Segundo o G1, o advogado Oswaldo Loureiro de Mello Júnior, que defende o japonês e outros 14 réus, os processos decorrentes da Operação Sucuri ainda correm na Justiça e nenhum dos acusados cumpriu qualquer pena. "Um denunciado do grupo de contrabandistas foi absolvido de todas as acusações, bem como do grupo de servidores públicos federais, réus nas ações penais decorrentes da Operação Sucuri, foram absolvidos quatro Agentes de Polícia Federal e dois Técnicos da Receita Federal", explicou o juiz federal Pedro Carvalho Aguirre Filho, responsável pelos processos em Foz do Iguaçu. A defesa de Ishii diz que ele foi condenado apenas a pagar cestas básicas e diz que já recorreu da decisão, à 5ª Turma do STJ, pois a decisão contra os clientes foi monocrática. De acordo com o advogado que o defende, o "Japonês da Federal” responde a três processos, derivados da Operação Sucuri, sendo um na esfera criminal, outro administrativo e um terceiro por improbidade administrativa, mas todos estão em andamento. (Fonte MSN)

Oposição entra com ação popular contra nomeação de Lula para ministério

(© Fornecido por Notícias ao Minuto) Os líderes dos partidos de oposição na Câmara dos Deputados entraram com ação popular, com pedido de medida liminar, na Justiça Federal nas 27 unidades da federação para tentar impedir a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para um ministério no governo Dilma Rousseff. A ação foi protocolada eletronicamente nesta terça-feira (15) para todos os 26 estados e o Distrito Federal. O anúncio foi feito pelos líderes do DEM, Pauderney Avelino (AM), do PSDB, Antonio Imbassahy (BA), e do PPS, Rubens Bueno (PR), e pelo deputado Alberto Fraga (DEM-DF), na presença de líderes de mais de 40 movimentos populares que trabalharam na convocação das manifestações de domingo (13), entre os quais o Vem pra Rua, o Nas Ruas, o Revoltados Online e o Avança, Brasil. Os líderes dos movimentos fizeram, em seguida, um protesto contra o governo. "Qualquer juiz federal poderá acolher essa ação em primeira instância e, se fizer isso, a presidente poderá responder por crime de desobediência e obstrução da Justiça, uma vez que é claro o objetivo de blindar Lula para que ele não se encontre tête-à-tête [frente a frente] com o juiz Moro em Curitiba”, disse Avelino. Juiz da 13ª Vara Criminal Federal de Curitiba, Sérgio Moro é o responsável pelos inquéritos da Operação Lava Jato em primeira instância. Com informações da Agência Brasil. (Fonte MSN)

Lula decide assumir Casa Civil de Dilma

(© Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula Ex-presidente vai ocupar cargo de Jaques Wagner, que terá nova atribuição dentro do governo) O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu nesta quarta-feira, 16, assumir a Casa Civil do governo Dilma Rousseff. O petista se reuniu nesta manhã com a presidente e outros ministros do núcleo duro da gestão, como o atual titular do futuro posto de Lula, Jaques Wagner; Ricardo Berzoni (Secretaria de Governo); Nelson Barbosa (Fazenda) e Aloizio Mercadante (Educação). Wagner já deixou o Palácio da Alvorada e segue hoje para Salvador, para comemorar seu aniversário, retornando a Brasília amanhã pela manhã. Segundo fontes ouvidas pelo Broadcast Político, Wagner não deixará o governo - Dilma quer manter o ex-governador baiano no núcleo duro do Planalto. O ministério de Dilma passará por uma pequena reforma com o ingresso de Lula, mas ainda não são conhecidos os detalhes das mudanças. Com a confirmação de Lula na Casa Civil, o ex-presidente vai ocupar um gabinete no Palácio do Planalto e terá entre suas missões reorganizar a base aliada do governo, a fim de conter o avanço do processo de impeachment no Congresso. Lula também passa a ter direito ao chamado foro privilegiado no Supremo Tribunal Federal, Corte em que são investigados e julgados ministros de Estado. O ex-presidente é alvo de investigação da Operação Lava Jato, com sede em Curitiba, por suspeita de ter recebido vantagens indevidas de empreiteiras envolvidas no esquema de corrupção na Petrobrás. Lula nega as irregularidades sob suspeita da força-tarefa, como obras pagas pelas empresas em um sítio em Atibaia usado pelo petista e em um tríplex no Guarujá construído pela OAS. O ministro Aloizio Mercadante, da Educação, protagonista do último problema enfrentado por Dilma por causa da delação premiada do senador Delcídio Amaral (ex-PT-MS), chegou cedo ao Alvorada, mas não participou da mesma reunião de Dilma e Lula Anúncio: A ida de Lula para a Casa Civil havia sido confirmada por assessores do Planalto e lideranças parlamentares. A primeira manifestação pública veio do líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE), que anunciou há pouco pelo Twitter que o ex-presidente assumirá esse posto. "Ministro (Jaques) Wagner, no dia do seu aniversário, mostra grandeza e desprendimento ao deixar a Casa Civil! Lula novo ministro da pasta!", escreveu o deputado. (Fonte MSN)

Fui demitido. Devo declarar a rescisão no IR deste ano?

(© Thinkstock/eskaylim Dinheiro: Informe de Rendimentos indica onde cada tipo de valor deve ser informado na Declaração de IR) Dúvida do internauta: Recebi meu aviso de demissão em novembro de 2015 e no mesmo mês a empresa depositou na minha conta todos os meus direitos a receber, exceto os 40% de indenização, que foram depositados na conta do FGTS, conforme a norma. No entanto, a homologação foi feita somente em janeiro, quando eu transferi o saldo do FGTS e os 40% para minha conta e fiz aplicações financeiras. Esse valor de FGTS, mais indenização deve ser declarado no Imposto de Renda 2016 ou somente na Declaração de IR do próximo ano? Resposta de Rodrigo Paixão e Thiago Mirales*: As informações referentes aos rendimentos decorrentes da rescisão de contrato de trabalho serão devidamente reportadas na Declaração de Ajuste Anual de 2016, referente ao ano-calendário de 2015. Para tanto, siga as informações contidas no Informe de Rendimentos emitido em seu nome pela empresa onde você trabalhava. As empresas costumam informar os rendimentos pagos a funcionários - ou ex-funcionários - da forma como eles devem ser incluídos no programa gerador do IR. Assim, no informe, salários ou horas-extras, por exemplo, costumam aparecer no quadro referente aos rendimentos tributáveis, já que eles devem ser declarados na ficha "Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoa Jurídica". Para declarar rendimentos como salários, portanto, basta abrir a ficha "Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoa Jurídica", que fica no menu ao lado esquerdo do programa e clicar em "Novo", no canto inferior direito da tela. Em seguida, basta informar os dados da empresa (como nome e CNPJ) e detalhar os valores recebidos. Verifique a natureza dos outros valores pagos no seu informe para checar em qual ficha eles devem ser incluídos. Já o valor sacado do FGTS, a multa por demissão sem justa causa e os valores recebidos em Programa de Demissão Voluntária (PDV) - desde que homologado pelo sindicado - são isentos de IR e como foram recebidos apenas neste ano serão reportados somente na Declaração de Ajuste Anual de 2017, referente ao exercício de 2016. Para informá-los, você deve guardar os comprovantes recebidos da Caixa Econômica no momento do saque dos valores. Os valores desses itens devem ser somados e informados na ficha "Rendimentos isentos e Não-tributáveis". Atente-se ao Informe de Rendimentos e às demais informações a você disponibilizadas, uma vez que correspondem aos dados que deverão ser declarados. *Rodrigo Paixão e Thiago Mirales são sócios da Atlas Tax Consulting, empresa especializada em assessoria e consultoria jurídica, fiscal e tributária. (Fonte MSN)