terça-feira, 31 de março de 2015

CCJ aprova PEC que reduz maioridade penal de 18 para 16 anos

(GOVERNO SE UNE A PARTIDOS DE OPOSIÇÃO PARA BARRAR MAIORIDADE Amigos da deputada Keiko Ota (PSB-SP), que teve o filho de 8 anos assassinado, são a favor da redução da maioridade penal) A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou na tarde desta terça-feira, 31, por 42 votos a 17 a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que reduz de 18 para 16 anos a maioridade penal. PSDB, DEM, PR, PSD votaram a favor da PEC. Já PT, PC do B e PSB votaram contra. Por sua vez, o PMDB liberou a bancada. Após a aprovação na CCJ, será criada uma comissão especial que debaterá o tema por até 40 sessões antes que o tema seja apreciado em plenário. A sessão foi tumultuada e as bancadas de PT, PSOL, PPS, além da liderança do governo na Câmara, tentaram sem sucesso tentar obstruir a sessão. A oposição inverteu a ordem do dia para priorizar a pauta. Na tentativa de evitar a aprovação da PEC, o vice-líder do governo na Câmara, deputado Orlando Silva (PC do B-SP), disse que o Congresso não pode agir "de forma passional" na discussão do tema. "O parlamento não pode fazer justiça com as próprias mãos. Representando a bancada do PT, Paulo Teixeira (SP) defendeu a criação de uma subcomissão na CCJ para buscar outra alternativa de penas para menores infratores. O PT anunciou que entrará com um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF). (Fonte MSN)

Quem são os cotados para substituir Joaquim Barbosa no STF

(Nelson Jr./STF Joaquim Barbosa durante anúncio de sua aposentadoria do STF no ano passado: escolha de substituto se arrasta há 8 meses) A demora de Dilma Rousseff para definir o novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) transformou a escolha em mais uma queda de braço entre Congresso e Planalto. A trama já se arrasta há mais de oito meses e a expectativa é de que seja concluída nos próximos dias. Na semana passada, o presidente do Senado, Renan Calheiros, afirmou que nenhuma indicação com a “digital do PT” para a vaga deixada por Joaquim Barbosa seria aprovada pelo Senado. A presidente Dilma Rousseff é responsável pela nomeação do novo ministro, mas a efetivação depende da aprovação do Senado. Por enquanto, Dilma Rousseff poderá fazer outras quatro indicações para o STF. No entanto, o Congresso está analisando a chamada “PEC da Bengala”, que aumenta de 70 para 75 anos a idade máxima para a permanência dos ministros em tribunais superiores. Se aprovada, os ministros do STF que estão próximos da faixa de idade só se aposentariam em 2018. Em outros termos, esta pode ser a última vez que Dilma decide o nome de um ministro para o STF. Desde julho do ano passado, quando Joaquim Barbosa se aposentou do cargo, não faltaram nomes para as apostas de quem seria seu substituto. Veja quem são os mais cotados até agora: Marcus Vinicius Coêlho; Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) desde 2013. É formado pela Universidade Federal do Piauí, com doutorado em Direito Processual pela Universidade de Salamanca, na Espanha. Ele seria o favorito do presidente do Senado, Renan Calheiros. Mauro Campbell; Ministro do Supremo Tribunal de Justiça desde junho de 2008. É formado em Ciências Jurídicas pelo Centro Universitário Metodista Bennett, no Rio de Janeiro. Teria o apoio do ex-deputado Sigmaringa Seixas e dos ministros Eduardo Cardoso (Justiça) e Eduardo Braga (Energia). Luiz Edson Fachin; Professor titular de Direito Civil da Universidade Federal do Paraná. È doutor em Direito Civil pela PUC de São Paulo. Ele já teria sido cotado no passado para outras vagas no STF. Até semana passada, ele era a principal aposta de interlocutores do governo, mas seu nome teria sido barrado por Calheiros. Heleno Torres; Professor de Direito Tributário e Direito Financeiro na Universidade de São Paulo. É conselheiro do Conselho Superior de Assuntos Jurídicos e Legislativos (Conjur), conselheiro da Câmara de Arbitragem da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) e conselheiro da Câmara de Arbitragem da Federação do Comércio do Estado de São Paulo (FECOMERCIO). Ele já foi cotado para a vaga do ministro Carlos Ayres Brito há dois anos. Eugênio Aragão; É subprocurador-geral da República desde agosto de2004, mas integra o Ministério Público Federal desde 1987. Formado em Direito pela Universidade de Brasília (UnB), é doutorando em Direito Internacional Público pela Ruhr-Universität Bochum, Alemanha. Benedito Gonçalves; É ministro do Superior Tribunal de Justiça desde 2007. Como Barbosa no STF, ele é o único ministro negro no STJ. Formado em Direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, ele já foi cotado para outras vagas do Supremo. (Fonte MSN)

Ligações no WhatsApp estão disponíveis para todos no Android, sem exigir convite

Nas últimas semanas, brasileiros divulgaram seus números de celular para o mundo na esperança de serem convidados para um recurso no WhatsApp: fazer chamadas de voz gratuitas. Você só conseguia usar isso se alguém com a novidade ligasse para você. Não mais! O WhatsApp liberou as chamadas VoIP na versão mais recente do app (2.12.19) para todos os usuários do Android. Você pode baixá-la no Google Play ou em whatsapp.com/android. A interface agora tem três abas no topo: Ligações, Conversas e Contatos. Toque na primeira aba, depois no botão "Fazer ligação", escolha o contato e a chamada será feita – se a outra pessoa também estiver rodando a versão mais recente do WhatsApp para Android, é claro. A chamada pode ser feita através do Wi-Fi ou rede móvel (2G/3G/4G), então fique de olho no consumo da sua franquia. E o iOS? Um executivo do WhatsApp disse na conferência F8, do Facebook, que as ligações chegarão ao sistema em "algumas semanas". Alguns usuários já conseguem ativar o recurso no iPhone, mas isso requer jailbreak. As chamadas ainda não estão disponíveis para Windows Phone, mas talvez isso mude no futuro. Este mês, um usuário que traduz a interface do WhatsApp para WP recebeu o pedido para traduzir os termos "Ligações" e "As ligações que você fizer ou receber aparecerão aqui" do inglês para o italiano. Claro, isso não significa que o recurso virá em breve: o Windows Central noticiou outro pedido de tradução para o Windows Phone dos termos "desligar", "chamada recebida" e "chamada enviada". Isso foi em abril do ano passado. O WhatsApp não fez nenhum anúncio oficial por enquanto.
(Fonte MSN)

4 dicas da neurociência para melhorar a sua concentração

(Matt Cardy/Getty Images Exposição sobre cérebro humano: ouvir músicas conhecidas ajuda a segurar o foco) Do excesso de informações ao design dos escritórios, a rotina profissional está cheia de obstáculos para a concentração. É injusto culpar apenas a tecnologia, o bode expiatório mais comum para justificar a distração. Usados com bom senso, recursos como apps e softwares podem ser grande aliados para a produtividade. O problema está no mau uso desses dispositivos, de acordo com Carla Tieppo, professora adjunta da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. A neurocientista afirma que as pessoas desenvolveram uma relação de dependência com a tecnologia. "É prazeroso checar as redes sociais ou trocar mensagens pessoais pelo smartphone", diz ela. "Para muita gente, esse hábito se tornou irresistível, como um vício". As distrações, no entanto, causam um enorme prejuízo de tempo e energia. A cada interrupção, demoramos cerca de 23 minutos para voltar à nossa tarefa original, segundo uma especialista ouvida pelo Wall Street Journal. Como então manter o foco? Não há solução mágica. Segundo Carla, as distrações só são vencidas pelo esforço e pela autodisciplina. “É preciso se policiar diariamente”, afirma ela. Mesmo assim, a neurociência traz algumas orientações fáceis de implementar que podem ajudar os mais dispersos. Confira a seguir: 1. Divida sua jornada de trabalho em fatias: Segundo Carla, o cérebro humano consegue se fixar num único objeto durante 50 ou 60 minutos. Depois desse período, a atenção inevitavelmente se esvai. A dica é trabalhar ininterruptamente durante esse bloco temporal, e então fazer um intervalo de cinco a 10 minutos para checar mensagens do celular, acessar redes sociais ou levantar para tomar um café. “A pausa ajuda a descansar as áreas ativas no cérebro até então”, explica a professora. Após esse breve período de relaxamento, você estará pronto para outra sessão de trabalho. 2. Mantenha-se bem alimentado durante todo o dia: Trabalhar em jejum não é uma boa ideia para quem busca concentração. Isso porque o sitema atencional requer uma grande quantidade de energia, segundo a neurocientista. Durante a jornada de trabalho, é aconselhável ter sempre algo no estômago: tanto para que haja força suficiente no organismo para manter o foco, quanto para que o cérebro não se distraia com a fome. Não é necessário ingerir grandes quantidades de alimento. Segundo Carla, basta uma barrinha de cereais ou um suco entre as principais refeições do dia. 3. Ouça música (que você já conheça) Fones de ouvido podem ser um recurso excelente para manter o foco. Além de reduzir o ruído ambiente, ouvir música pode trazer bem-estar.“Não é bom escolher um repertório ‘deprê’, o ideal é que ele seja leve e prazeroso”, diz Carla. “É importante que você não se envolva demais com a trilha sonora, apenas relaxe com ela”. A neurocientista recomenda escolher um repertório que você já conhece. Uma música nova exige mais atenção do cérebro, até para ele decidir se gosta dela ou não, por exemplo. Uma sugestão é montar playlists com duração de 50 a 60 minutos, já que esse é o tempo máximo em que conseguimos prestar atenção ininterrupta. “Quando a música acabar, você já saberá que é hora de fazer a pausa”, diz ela. 4. Elimine a bagunça e o desconforto: De acordo com Carla, mesas de trabalho caóticas são “horríveis para o cérebro”. Isso porque o sistema nervoso tende a se espelhar no ambiente externo. “Se não há lógica do lado de fora, fica difícil se organizar mentalmente”, afirma. É verdade que o caos pode ser um grande aliado na busca por criatividade e inovação. Mas, se o seu objetivo é terminar uma tarefa, é melhor manter a sua escrivaninha limpa e organizada. A falta de cuidado com a ergonomia também pode gerar distrações. “A sua postura de trabalho deve ser correta e confortável, para que o seu cérebro não se concentre mais no cansaço do corpo do que no trabalho”, recomenda a professora. (Fonte MSN)

Lava Jato apura compra de petroquímicas Triunfo e Suzano

A Operação Lava Jato investiga a parceria entre a Petrobrás e o grupo Norberto Odebrecht – um dos 16 acusados de cartel e corrupção na estatal – no setor petroquímico. Pelo menos dois negócios de aquisição e incorporação de unidades do setor entre 2006 e 2010 estão na mira dos investigadores: a incorporação das petroquímicas Triunfo, no Rio Grande do Sul, e Suzano, em São Paulo. Os negócios teriam beneficiado a Braskem S.A., sociedade formal entre estatal e empreiteira para o setor. Investigadores da Lava Jato colheram depoimentos, entre eles os dos delatores Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobrás, e Alberto Youssef, o doleiro responsável pela lavanderia do esquema de corrupção na estatal, que apontaram pagamento de propina e “operações suspeitas de aquisição” de empresas nesses negócios. Criada em 2002 pela empreiteira, a sociedade entre a Petrobrás, vítima, e a Odebrecht, investigada, consolidou sua liderança no mercado produtor latino americano depois da parceria, durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Triunfo: Um desses casos nebulosos na mira da Lava Jato é a incorporação da Petroquímica Triunfo, no Rio Grande do Sul, pela subsidiária da Petrobrás (Petroquisa) e sua posterior incorporação à Braskem – efetivada em 2009, que garantiu à empresa liderada pela Odebrecht o controle do Pólo Petroquímico do Sul. Um dos ex-proprietários da Triunfo, Caio Gorentzvaig, afirma que a empreiteira alvo da Lava Jato foi beneficiada pelo governo Lula nesse negócio. “Foi um plano de transformar o grupo Odebrecht dono dos polos petroquímicos do País sem colocar dinheiro nisso”, afirmou Gorentzvaig. O caso é alvo de disputa judicial até hoje no Tribunal de Justiça, em, Porto Alegre (RS). Meses depois de ser deflagrada a Lava Jato, em março de 2014, Gorentzvaig postou na internet um vídeo em que faz declaração espontânea acusado plano de monopólio no setor produtor petroquímico, beneficiando a Odebrecht. Em fevereiro deste ano, a família dos ex-acionistas da Triunfo entregou para a força-tarefa da Lava Jato uma denúncia-crime relatando suposta participação de Lula, da presidente Dilma Rousseff e do ex-ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. Nela, a família relata que foi prejudicada nas negociações com a Petroquisa, em benefício da Braskem, por atuação direta de Lula, Dilma e outros nomes do governo. Em seus depoimentos de delação complementar, feitos em fevereiro, Youssef foi questionado sobre as negociações, mas disse não saber se houve pagamento de propina ou favorecimento à Odebrecht. Soube apenas que Paulo Roberto Costa se envolveu diretamente nessas negociações. Petroquímica Suzano: Outro negócio em que investigadores da Lava Jato suspeitam que houve favorecimento à Odebrecht foi a aquisição da Suzano Petroquímica, em São Paulo, em 2007. A unidade teria sido comprada por valor bem acima do mínimo estabelecido por decisão “unilateral” do então presidente da estatal, José Sérgio Gabrielli, segundo afirma o ex-diretor de Abastecimento em sua delação. A Suzano foi transformada na Quattor. A nova empresa foi integrada em 2010 pela Braskem, dando ao grupo Odebrecht o controle do Pólo Petroquímico do Sudeste, em Mauá (SP). Outros dois pólos petroquímicos, do Nordeste, em Camaçari (BA), e do Sul, em Triunfo (RS), já eram controlados pela Braskem. Costa integrou o Conselho de Administração da Braskem em 2010 e 2012. No período em que compraram a Suzano, o delator disse que a estatal “fez varias aquisições no período em que esteve a frente da Diretoria de Abastecimento”. Citou as empresas Ipiranga e Unipar. Só “uma dessas aquisições, a da Suzano Petroquímica” lhe pareceu um pouco estranha, segundo a delação. Costa explicou em sua delação que a Gerência Executiva de Novos Negócios, que atua na área de grandes fusões e aquisições, estabeleceu com “os bancos que assessoravam” a estatal um preço mínimo e um preço máximo para a empresa a Suzano – denominado “range”. “Como praxe, seria esperado que o preço de aquisição fosse próximo do mínimo, afim de atender aos interesses comerciais da Petrobrás”, explicou Costa. “Causou surpresa que a negociação tenha sido fechada em um patamar bem superior ao mínimo fixado no, “range”, face· a uma decisão unilateral do então presidente Sérgio Gabrielli, a respeito da qual, o mesmo, não forneceu maiores detalhes aos diretores.” A decisão “unilateral” sobre o preço “foi comunicada por Sérgio Gabrielli em uma reunião de caráter interno da Petrobrás, na cidade de São Paulo, convocada especificamente para tratar desse assunto”. Foram pagos pela petroquímica R$ 2,7 bilhões. O valor mínimo e máximo fixados internamente pela Petrobrás não foram citados pelo delator. Costa registrou que o Conselho de Administração referendou o ato de Gabrielli. “A decisão de compra da Suzano pelo preço estipulado por Sérgio Gabrilelli foi chancelada pelo Conselho de Administração da Petrobrás.” Costa citou três dos oito nomes do colegiado que disse recordar: “a atual presidente Dilma Rousseff, o empresário Jorge Gerdau e o presidente Gabrielli”. Propina Nas delações premiadas, em que buscam redução de pena, o ex-diretor e o doleiro falaram que executivos da Braskem pagaram, entre 2006 e 2012, propina para o esquema de corrupção controlado pelo PP, na Diretoria de Abastecimento. Youssef – responsável pela lavanderia usada pelo PP no esquema alvo da Lava Jato – afirmou que a Braskem pagou US$ 5,6 milhões por ano, em média, nesse período. Algo em torno de R$ 40 milhões. Os pagamentos seriam referente à compra de insumos pela Braskem. “Com o intuito de se favorecer na aquisição de produtos da Petrobrás com preço inferior ao praticado no mercado interno, a Braskem, inicialmente por intermédio de Alexandrino (de Alencar), funcionário do alto escalão de empresa, procurou José Janene”, contou Youssef. “(Janene) juntamente com Paulo Roberto Costa, negociaram que o valor da cesta (de insumo) fosse similar ao praticado no mercado internacional, em contrapartida ao pagamento de vantagem indevida pela Braskem anualmente, em média US$ 5 milhões.” O doleiro disse que o então presidente da Braskem, José Carlos Grubisich, “era quem posteriormente, ratificava os termos do acordo ilícito, batendo o martelo”. A Braskem e os executivos negam. Os pagamentos eram definidos em reuniões com Costa e com o ex-deputado federal José Janene (PP-PR) – morto em 2010 – quando ele estava vivo, em São Paulo. Os valores eram depositados em contas no exterior indicadas pelos envolvidos. COM A PALAVRA, BRASKEM: A Braskem diz que não teve participação na compra ou nas negociações de aquisição da Suzano pela Petrobrás. Também não havia compromisso de negócio futuro entre Braskem e Petrobrás na compra da Suzano. Todos os pagamentos e contratos da Braskem com a Petrobras seguiram os preceitos legais e foram aprovados de forma transparente de acordo com as regras de governança das duas empresas. COM A PALAVRA, A ODEBRECHT: “A Odebrecht nega as alegações caluniosas feitas pelo ex-diretor e intermediários da Petrobras e em especial ter feito qualquer pagamento indevido a qualquer executivo, ex-executivo ou pessoas ligadas à estatal”. (Fonte MSN)

Delator diz que ofereceu propina 'na cara e na coragem' a gerente de refinaria

O engenheiro Shinko Nakandakari,um dos delatores da Operação Lava Jato, afirmou à força tarefa do Ministério Público Federal que ofereceu “na cara e na coragem” propina para o gerente geral da Refinaria do Nordeste (RNEST) Glauco Colepícolo Legatti. Segundo Nakandakari, na Petrobrás “era muito difícil aprovar aditivo (aos contratos)”. “Glauco não facilitava nada. Para que esse aditivo fosse aprovado é que era pago o valor para Glauco.” Ao todo, segundo o delator, foram repassados R$ 400 mil para Legatti, valor pago “em parcelas”. O primeiro pagamento foi em junho de 2013. “A princípio a reação de Glauco não foi natural, em nenhum momento eu tinha tido esse tipo de relacionamento com ele”, disse Nakandakari. Legatti foi afastado do cargo em novembro de 2014, oito meses depois da deflagração da Lava Jato. Os pagamentos para o então gerente geral da Abreu e Lima ocorreram principalmente ao longo de 2014, afirma o delator. No dia do primeiro encontro, disse Shinko Nakandakari, “sentiu que Glauco iria aceitar o suborno”. No segundo encontro, Nakandakari levou R$ 50 mil em dinheiro vivo. Segundo ele, o então gerente da Refinaria Abreu e Lima aceitou a propina. Os encontros ocorriam em hoteis no Rio. O primeiro foi no Sofitel, depois no Hotel Cesar Park. Os pagamentos ocorriam em intervalos de 30 e 60 dias, “alguns com valores maiores, outros menores”. (Fonte MSN)

segunda-feira, 30 de março de 2015

Estou desempregado. Devo declarar o Imposto de Renda?

( Foto: Thinkstock/Ingram Publishing Pessoa usando o computador: As regras de obrigatoriedade de entrega do IR são as mesmas para quem está desempregado) O fato de você estar desempregado não o desobriga a declarar o Imposto de Renda neste ano, caso em 2014 você tenha se enquadrado em uma das regras de obrigatoriedade de apresentação da declaração. Estão obrigados a entregar a declaração os contribuintes que receberam em 2014 rendimentos tributáveis, como salários ou aluguéis, cuja soma foi superior a 26.816,55 reais. Também devem declarar os contribuintes que receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, como poupança e doações, cuja soma foi superior a 40 mil reais. Aqueles que tiveram, em qualquer mês, ganho de capital (lucro) na venda de bens ou direitos, sujeitos à incidência do imposto, ou aqueles que realizaram operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas. Relativo aos trabalhadores rurais, devem declarar os contribuintes que ganharam mais de 134.082,75 reais (receita bruta) com a atividade rural; ou quem pretende compensar, no ano-calendário de 2014 ou posteriores, prejuízos com atividade rural em anos anteriores ou no próprio ano-calendário de 2014. Deve entregar a declaração ainda: quem tinha, em 31 de dezembro de 2014, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a 300 mil reais; e quem passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês e nessa condição se encontrava em 31 de dezembro. E ainda, quem optou pela isenção do Imposto de Renda incidente sobre o ganho de capital obtido com a venda de imóveis residenciais, cujo valor recebido na venda seja aplicado na compra de imóveis residenciais localizados no país, no prazo de 180 dias contado a partir da celebração do contrato de venda. *Vanessa Miranda é gerente de tributos diretos da Thomson Reuters no Brasil. Com atuação global, a Thomson Reuters é um provedor líder mundial de soluções e informações inteligentes para empresas e profissionais. Envie outras perguntas sobre imposto de renda para seudinheiro_exame@abril.com.br

Avião das linhas aéreas turcas vai prosseguir viagem após aterrisagem de emergência

Istambul, 30 mar (Lusa) – O avião das linhas aéreas turcas que hoje fez uma aterrissagem de emergência em Marrocos após uma ameaça de bomba vai seguir viagem até São Paulo, anunciou a companhia Turkish Airlines. Uma busca minuciosa ao Boeing 777-300ER, que fazia a ligação entre Istambul e São Paulo concluiu que a ameaça era falsa, e o avião pode prosseguir até ao seu destino no Brasil. O voo foi “desviado para o aeroporto internacional Mohammed V de Casablanca mas após a necessária investigação a bordo concluiu-se que a notícia em questão não era verdadeira”, precisou em comunicado a companhia turca. O Boeing da Turkish Airlines, que descolou de Istambul às 09:30 horas (hora local, 04h30 em Brasília) aterrisou em segurança no aeroporto de Casablanca pelas 9:30 horas (hora de Brasília), após emitir um alerta de emergência por suposta ameaça da bomba. A agência estatal Anatolia disse que membros da tripulação encontraram um papel em um dos banheiros onde estava escrita a palavra “bomba”. Após alertarem o piloto, foi decidido pedir autorização para pousar no aeroporto mais próximo. A Turkish Airlines disse que o avião vai prosseguir a viagem até São Paulo. “Os nossos passageiros vão ser reconduzidos a bordo e o voo vai prosseguir até São Paulo após ser concluída a limpeza e o reabastecimento e serem emitidas as autorizações necessárias”, acrescentou. (Fonte MSN)

Agentes Fifa e empresários ligados à CBF na lista do HSBC

(Contas irregulares: dois nomes citados na lista são de ex-sócios e amigos de Ricardo Teixeira) São Paulo - De políticos a celebridades, a lista de brasileiros relacionados a contas numeradas no HSBC da Suíça só aumenta. Hoje, foi a vez de nomes de empresários que já fizeram negócios com dirigentes da Confederação Brasileira de Futebol, CBF, ou que trabalham com jogadores famosos mundialmente serem incluídos. O levantamento está sendo feito em parceria pelo Globo e UOL, com base nas planilhas vazadas pelo ex-técnico de informática do banco. Segundo os veículos, entre os 8.667 nomes da relação há ao menos cinco ligados ao futebol brasileiro. São eles os agentes Reinaldo Pitta, Eduardo Uram e Richard Alda, aptos pela Fifa a gerenciar a carreira de jogadores no Brasil, e os empresários Renato Tiraboschi e Octavio Koeler, que foram sócios e amigos do ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira. Nomes em jogo Pitta foi o primeiro empresário do ex-atacante Ronaldo Fenômeno e hoje é agente do goleiro Paulo Victor (Flamengo). Entre os nomes nas carteiras de Uram está o lateral direito Léo Moura (ex-Flamengo, hoje nos Estados Unidos) e Alda agencia o volante Arouca (Palmeiras). Ainda de acordo com publicações, todos negaram ter conta na Suíça ou ter cometido irregularidade em movimentações financeiras. (Fonte MSN)

Muricy estuda colocar Kardec no time e faz mistério sobre Ganso

( Gazeta Press Alan Kardec marcou duas vezes na vitória do São Paulo sobre o Marília) O técnico Muricy Ramalho reforçou sua ideia de fazer mudanças na equipe titular do São Paulo para a partida contra o San Lorenzo, na próxima quarta-feira, na Argentina, pela Copa Libertadores da América. O treinador, inclusive, elogiou as atuações de Alan Kardec e Boschilia depois da vitória sobre o Linense, mas não confirmou quais alterações fará para o compromisso na Argentina. "Kardec se dedica muito ao time e ganha espaço. Boschilia também ganha, é um garoto que tem nosso carinho, porque tem as características que gostamos no futebol, de ir na diagonal e bater bem na bola. Esses jogos (do Paulista) podem não ser tão importantes para a classificação, mas são bons para ver os jogadores", comentou. O treinador, que deve ficar sem Luis Fabiano na próxima quarta - já que o atacante vem se recuperando de problema muscular -, admitiu a chance de escalar a linha de frente com Alexandre Pato, que é titular, e Kardec. "Eles podem jogar juntos, porque combinam. Uma possibilidade seria usar apenas um atacante, mas deixar apenas o Pato faria o time ficar sem profundidade. O Kardec é artilheiro, peço para ele sempre entrar na área. Se a gente for lá só para se defender, não aguenta a pressão. Uma vitória nos deixaria praticamente classificados e uma derrota ainda nos deixaria na briga. Temos de incomodar e arriscar um pouco", comentou. Muricy Ramalho avisou que mudaria a equipe depois da derrota por 3 a 0 para o Palmeiras, na semana passada. Porém, o técnico não exibiu as trocas já no domingo porque poupou alguns titulares diante do Linense e também não pôde contar com Rafael Toloi, Michel Bastos e Ganso, suspensos. O técnico deve definir a escalação nos treinos desta segunda e de terça, mas se esquivou quando questionado se Ganso perderá a vaga. "Ainda estou estudando a melhor forma de jogar, quais serão os jogadores. Nosso pensamento é de mudança, porque, se não deu resultado, temos de mudar. Claro que não temos de mudar tantas coisas, mas com certeza teremos alguma mudança", completou. (Fonte MSN)

sexta-feira, 27 de março de 2015

Passar muito tempo sentado reduz os benefícios do exercício

(GETTY/iStock/shironosov) A maioria das pessoas sabe que precisamos de ser fisicamente ativos. Mas a prática de exercício físico pode não ser suficiente para afastar o risco de doenças se passarmos longos períodos do dia sentados. Não é novidade que o estilo de vida moderno promove o sedentarismo. Quando trabalhamos, conduzimos, lemos um livro, vemos televisão ou jogamos no computador estamos sentados e assim passamos a maior parte do nosso dia. Ser ativo apenas durante alguns períodos de tempo, mesmo que se faça um esforço intensivo, como por exemplo, exercitar-se uma hora no ginásio ou fazer uma corrida matinal, não anula os efeitos do sedentarismo. A conclusão é do estudo publicado no jornal Annals of Internal Medicine, que revelou que uma vida sedentária aumenta significativamente o risco de várias doenças (hipertensão, diabetes e obesidade, entre outras) e nem a prática de algum exercício físico consegue compensar os efeitos das horas que se passa sentado. David Alter, investigador sénior da Toronto Rehab da University Health Network (UHN) e do Instituto de Ciências de Avaliação Clínica em Toronto, no Canadá, e os seus colegas procuraram quantificar a ligação entre vida sedentária e hospitalizações, doenças cardiovasculares, diabetes e cancro nos adultos, independentemente da prática de exercício físico. A investigação incidiu numa meta-análise efetuada a 47 estudos sobre o comportamento sedentário. E o resultado foi surpreendente: o benefício que se retira do exercício não consegue compensar as horas em que se está parado. Por exemplo, quem passa mais de oito horas sentado por dia, tem um risco de 90 por cento de desenvolver Diabetes Tipo 2. A equipe constatou ainda que os efeitos prejudiciais do tempo passado sentado eram mais pronunciados em indivíduos que praticam pouco ou nenhum exercício físico do que naqueles que praticavam mais exercício físico. Quer isto dizer que quanto mais exercício praticamos, menor será o impacto do comportamento sedentário. David Alter sublinhou num comunicado de imprensa da universidade que “evitar períodos de sedentarismo e praticar exercício regularmente são importantes para melhorar a nossa saúde e sobrevivência”. O investigador explicou que praticar trinta minutos de exercício por dia, mas passar as restantes 23 horas e meia de forma sedentária não é suficiente. Sendo assim, a estratégia ideal seria diminuir o tempo de sedentarismo entre 2 a 3 horas num período de 12 horas. De acordo com os cientistas, são precisos estudos mais aprofundados para perceber a quantidade de atividade física necessária para reverter os riscos para a saúde associados a longos períodos de sedentarismo. No entanto, enquanto isso não acontece, David Alter deixa alguns conselhos para minimizar os efeitos de uma vida sedentária, salientando que o primeiro passo é ter consciência das horas que se passa sentado para se ir reduzindo, gradualmente, esse número. Depois disso, há que “estabelecer objetivos atingíveis e arranjar oportunidades de incorporar mais atividade física (e menos tempo sentados) na nossa vida diária. Por exemplo, no trabalho levante-se e movimente-se durante dois a três minutos a cada meia hora, e quando estiver a ver televisão, levante-se ou faça exercício durante a parte da publicidade”, lê-se no comunicado. E não se esqueça: apesar de o exercício não eliminar o risco de doenças, os cientistas ressalvam o facto de que a atividade física minimiza o impacto destas rotinas sedentárias e, como tal, deve ser um hábito a adotar por todas as pessoas. (Fonte MSN)

Tucano que chefiou BNDES não declara conta em HSBC da Suíça

O ex-deputado federal Márcio Fortes, integrante da direção nacional do PSDB e ex-presidente do BNDES, é um dos mais de 8 mil brasileiros da lista de correntistas do HSBC na Suíça vazada por um ex-funcionário do banco, no escândalo conhecido como Swissleaks. Autoridades investigam se houve crime na abertura e manutenção dessas contas. A lista de políticos divulgada nesta quinta-feira, 26, pelo portal UOL e pelo jornal O Globo inclui entre os correntistas com valores depositados no HSBC o vereador do Rio Marcelo Arar (PT) e o empresário Lirio Parisotto, segundo suplente no Senado do atual ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga (PMDB-AM). Nenhum dos três declarou as contas suíças à Justiça Eleitoral quando disputaram cargos eletivos. Um dos fundadores do PSDB, Fortes tem 70 anos, é empresário da construção civil e presidiu a João Fortes Engenharia, construtora criada por seu pai, João Fortes, em 1950. Segundo a reportagem do UOL e do Globo, o tucano abriu duas das três contas da lista em 1991, quando presidia o Banerj, banco estatal fluminense. Elas foram encerradas em 2003 e 2004, mas nenhuma consta da declaração de bens entregue ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) em 1998, quando Fortes se elegeu deputado. A terceira conta foi aberta em 2003 e tinha US$ 2,4 milhões entre 2006 e 2007, período ao qual a lista do Swissleaks faz menção. Essa conta bancária também não consta da declaração entregue na campanha de 2006. Fortes foi presidente do BNDES na gestão José Sarney, entre 1987 e 1989. Depois de ajudar a fundar o PSDB, assessorou o primeiro candidato tucano à Presidência, Mário Covas. Em 1994, foi eleito deputado pela primeira vez com a maior votação do Rio para a Câmara. Fortes teve participação importante na arrecadação financeira das campanhas do PSDB à Presidência em 1994, 1998 (vencidas por Fernando Henrique Cardoso) e 2002 (José Serra). O empresário não atendeu às ligações do Estado feitas para o seu telefone celular. Sua secretária informou que Fortes está fora do País, mas poderia responder perguntas por e-mail. As respostas não chegaram à reportagem até esta edição ser concluída. Ao Globo e ao UOL, o tucano disse acreditar que as duas primeiras contas foram abertas no período em que prestou serviço para uma instituição sediada na Suíça. Sobre a terceira conta, afirmou desconhecê-la. Outros casos: O vereador Marcelo Arar, que é radialista e promotor de eventos e teve seu nome vinculado a duas contas conjuntas no HSBC da Suíça, também não atendeu ao Estado. Um assessor disse que ele não poderia dar entrevista porque se recupera de cirurgia bariátrica. Uma das contas de Arar estava com saldo zerado na época que os dados foram compilados e a outra tinha US$ 247,8 mil. O petista negou a existência das contas ao Globo e ao UOL. Dono da Videolar, fábrica de materiais plásticos, Lirio Parisotto foi incluído pela revista Forbes como um dos bilionários brasileiros. A lista do Swissleaks liga o suplente de senador a cinco contas, com saldos de até US$ 45,9 milhões. Ao Globo e ao UOL, o empresário disse, via assessoria de imprensa, ter declarado todo seu patrimônio à Receita Federal e ao Banco Central, mas não apresentou documentos que comprovem a informação. (Fonte MSN)

PF faz novas prisões na Lava Jato

( Foto: Fábio Motta/Estadão Conteúdo) A PF prendeu na manhã desta sexta-feira, 27, o empresário Dario Galvão, acionista da empreiteira Galvão engenharia. A prisão de Dario Galvão foi decretada pelo juiz Sergio Moro, que conduz todas as ações penais da operação lava jato. A PF executa, pelo menos, outros dois mandados de prisão e busca. O outro preso é Guilherme Esteves, apontado pela força-tarefa como operador do esquema. A Galvão engenharia é uma das 16 empreiteiras alvo da investigação sobre propinas, corrupção e carteirização na Petrobrás. Na última quarta-feira, 25, a Galvão protocolou no Rio de Janeiro pedido de recuperação judicial, alegando dificuldades financeiras por causa de inadimplência, inclusive da Petrobrás. Um dos executivos da empreiteira, Erton Medeiros, está preso desde novembro. Nos últimos dias, dois empreiteiros fizeram revelações à força-tarefa da Lava Jato, acerca do envolvimento de outros empresários. Um deles é Gerson Almada, da Engevix Engenharia. O outro é o empreiteiro Ricardo Pessoa, da UTC Engenharia. Dario Galvão é alvo de ordem de prisão preventiva. (Fonte MSN)

Copiloto escondeu atestado médico de dispensa de trabalho, diz promotoria

( Foto: Team Mueller/Reuters Lubitz começou sua aprendizagem aos 14 anos em um clube de aviação local e ingressou na escola de Brêmen da Lufthansa em 2007) A promotoria de Düsseldorf informou nesta sexta-feira que o copiloto que supostamente derrubou de forma deliberada o avião da Germanwings na terça-feira tinha recebido um atestado médico de dispensa por doença, vigente para o dia da catástrofe, que não respeitou e ocultou da companhia. Fontes da promotoria negaram, por outro lado, que nas revistas realizadas em suas casas tenha sido encontrada uma carta de despedida, "nem indícios que apontem para um cenário político ou religioso". Segundo um comunicado divulgado pela promotoria, foram achados documentos que demonstram que o piloto estava sob tratamento médico. O órgão afirmou que entre os documentos havia atestados médicos de dispensa do trabalho antigos, atuais e inclusive vigentes para o dia da tragédia, o que significa que o funcionário da Germanwinhs "ocultou de seu empregador" a doença. A polícia realizou uma revista em seu apartamento em Düsseldorf e na casa de seus pais, na cidade de Montabaur. Até agora, sabia-se que o funcionário da Germanwings, Andreas Lubitz, tinha interrompido sua formação como piloto durante alguns meses, em 2009, o que teria sido provocado por uma depressão. O presidente da Lufthansa, Carsten Spohr, informou ontem sobre a interrupção no período de formação, mas não revelou o motivo alegando confidencialidade médica. O copiloto causador da tragédia do voo 4U 9525, que saiu de Barcelona com destino a Düsseldorf com 150 pessoas a bordo, começou sua aprendizagem aos 14 anos em um clube de aviação local, e ingressou na escola de Brêmen da Lufthansa em 2007. A pausa neste processo ocorreu em 2009, mas depois ele retomou o aprendizado e ingressou na Germanwings, unidade de baixo custo da Lufthansa, em 2013. Spohr afirmou ontem que tanto ao ingressar na escola como ao retomar e completar sua instrução, Lubitz passou pelos mais rigorosos exames, tanto físicos como mentais. O jovem vivia entre a casa de seus pais, em Montabaur, no estado da Renânia-Palatinado, e sua casa própria em Düsseldorf, em Renânia do Norte-Vestfália. (Fonte MSN)

quinta-feira, 26 de março de 2015

São Paulo diz que seria burrice sem tamanho demitir Muricy

(Gazeta Press Muricy durante a partida contra a Ponte, em Campinas, neste domingo) Muricy Ramalho teve mais uma noite complicada nesta quarta-feira, após perder de 3 a 0 para o Palmeiras, no Allianz Parque, com direito a golaço de Robinho, com belo chute do meio de campo, encobrindo Rogério Ceni. Apesar do baque e da terceira derrota em um clássico, o treinador está assegurado no cargo. A diretoria tricolor terá uma conversa com todo o elenco nesta tarde, para tentar entender o que está acontecendo com o grupo. O objetivo é tentar levantar o astral para a Libertadores - o time enfrenta o San Lorenzo na próxima quarta-feira. "Não vou falar nada agora. Vou conversar com o grupo mais tarde, com a comissão técnica, com todo mundo. Não faz sentido eu falar com a imprensa antes de falar com eles", disse Ataíde Gil Guerreiro, vice de Futebol do São Paulo, ao atender o telefone na manhã desta quinta-feira. "A única certeza absoluta que te dou, com toda a garantia do mundo, é de que não haverá nenhuma mudança na comissão técnica. Seria uma burrice sem tamanho. Temos a Libertadores daqui a seis dias', completou, antes de desligar a chamada. O time do Morumbi não ganhou nenhum clássico ainda neste ano. Foram três derrotas, duas para o Corinthians e uma para o Palmeiras, e um empate com o Santos. Maior organizada do clube, a Independente criticou o vice pelas redes sociais e disse que o time é covarde e não tem comando. (Fonte MSN)

Kefir melhora o trânsito intestinal e ajuda na perda de peso

O kefir é uma bebida láctea fermentada originada séculos atrás nas montanhas do Cáucaso, com sabor levemente azedo e refrescante, semelhante ao iogurte. Mas ele é muito mais saudável e poderoso do que o seu primo, pois contém uma grande população de leveduras e bactérias benéficas. O kefir também fornece valiosas vitaminas, minerais e proteínas facilmente digeríveis. Ele é um super probiótico com inúmeras ações benéficas no organismo, notadamente na nossa imunidade. Um microbioma extraordinário: A microbiota intestinal (mais de 100 trilhões de bactérias que colonizam o cólon) não é apenas importante para a melhor digestão dos alimentos e absorção de nutrientes, ela também ajuda o corpo a produzir vitaminas, neurotransmissores e hormônios, é responsável pela imunidade e ainda acelera a eliminação de toxinas, pesticidas e metais pesados. Esta legião de bactérias que nos habitam atua no metabolismo e no humor, e chega a pesar quatro quilos! Elas moram basicamente no nosso intestino, e na maioria, são bactérias benéficas (probióticos) que protegem o nosso corpo de infecções. Probióticos e imunidade: Existem mais de 500 tipos de bactérias, um verdadeiro zoológico interno, que produzem compostos como as citoquinas e o ácido butírico, com ação antimicrobiana e antibacteriana, ou seja, agem na redução de bactérias e micro-organismos indesejáveis protegendo o nosso corpo. Os probióticos também agem no sistema imunológico estimulando a produção de uma substância chamada gama-interferon, cujos níveis aumentados no sangue ajudam o organismo a lutar contra infecções, o que diminui a incidência de gripes e resfriados, por exemplo. O que é o kefir? Kefir é um composto de partículas brancas gelatinosas chamadas grãos. Estes grãos contêm uma mistura de bactérias e leveduras aglutinada sobre uma matriz de proteínas e açúcares complexos (polissacarídeos). Os grãos de kefir se assemelham a floretes de couve-flor, e podem ser pequenos como uma ervilha ou crescer até o tamanho de uma noz. Os grãos fermentam o leite incorporando seus micro-organismos no produto cultivado. Depois de pronto os grãos são removidos com um coador antes do consumo do kefir e adicionados a uma nova porção de leite. O kefir pode ser feito com qualquer tipo de leite animal (vaca, cabra ou ovelha) ou com leites vegetais (coco, arroz ou amêndoa) para os mais sensíveis ao efeito da lactose. Ele também pode ser preparado com água de coco e outros sucos de frutas. A população de micro-organismos que habita o grão de kefir é extensa e variada, podendo haver vários bilhões deles na sua porção diária. -Bactérias: Lactobacillus (acidophilus, brevis, casei, bulgaricus, delbrueckii, gasseri, lactis, helveticus, kefiranofaciens, kefiri, paracasei, plantarum, rhamnosus, sake, cremoris), Lactococcus lactis, Leuconostoc (cremoris, dextranicum, mesenteroides), Streptococcus thermophilus, Bifidobacterium bifidum, Acetobacter;Leveduras: Saccharomyces (cerevisiae, martiniae, unisporus), Chamaerops humilis, Kazachstania (unispora, exigua), Kluyveromyces (siamensis, lactis, marxianus). O kefir contém sais minerais (cálcio, ferro, fósforo, magnésio, potássio, sódio, cobre, molibdênio, manganês e zinco), vitaminas (A, complexo B, C, D, E, K2) e aminoácidos essenciais (metionina, cisteína, triptofano, fenilalanina, tirosina, leucina, isoleucina, treonina, lisina e valina). Intolerância à lactose e kefir: As bactérias e leveduras do kefir produzem lactase, uma enzima que consome a maior parte da lactose presente no leite, e por isso ele fica com o sabor azedo. Isto significa que até os intolerantes à lactose podem se beneficiar do seu consumo. Um estudo publicado na revista científica da American Dietetic Association mostrou que o kefir melhora a digestão da lactose, com redução ou ausência de sintomas de intolerância à lactose. Os sintomas mais comuns da intolerância à lactose são gases, inchaço, náusea, diarreia, fezes fétidas e cólicas. É difícil dizer quanta lactose realmente é transformada em lactase no kefir, mas se não houver nenhum sintoma, isso significa que a lactase produzida foi suficiente para neutralizar a lactose. Muitos benefícios: O kefir aumenta a imunidade, melhora a densidade óssea, desinflama o intestino e ajuda em doenças inflamatórias do cólon, combate alergias e asma, protege contra o câncer, melhora a digestão da lactose e pode ajudar a quem tem intolerância, detona a candidíase e desintoxica do corpo. Kefir emagrece? Um estudo muito interessante, publicado em 2006 na revista científica Nature, mostrou que há uma clara diferença na população microbiana de pessoas magras e gordas, o que sugere uma ligação entre o tipo de bactéria intestinal e a ocorrência de obesidade. Várias bactérias presentes no kefir têm ação emagrecedora por diferentes mecanismos: L. plantarum, L. rhamnosus, L. gasseri, e provavelmente outras mais serão avaliadas em novos estudos. Dose indicada O kefir pode ser tomado diariamente, 1 copo de 200 ml, ao natural, misturado com frutas, no suco ou no shake. Para conseguir os grãos e iniciar o processo de produzir o seu próprio kefir consulte a internet - há vários doadores. (Fonte MSN)

Califórnia inicia ação para frear referendo que propõe matar gays

(Fornecido por AFP O estado da Califórnia anunciou ações legais para remover uma proposta de referendo que visa proibir a homossexualidade sob pena de morte) O estado da Califórnia anunciou ações legais nesta quarta-feira para remover uma proposta de referendo que visa proibir a homossexualidade sob pena de morte. A proposta, que tem muito pouca chance de avançar (precisa de 360.000 assinaturas), foi apresentada pelo advogado Matthew McLaughlin, do gabinete do procurador-geral da Califórnia, oeste dos Estados Unidos, no mês passado. O "Ato de Supressão da Sodomia" sugere que os homossexuais "sejam executados com uma bala na cabeça, ou por outro método mais conveniente". Nesta quarta, a procuradora-geral Kamala Harris afirmou que está tomando as medidas legais necessárias para garantir que a proposta seja rejeitada. "Essa proposta não apenas ameaça a segurança pública como é claramente inconstitucional, totalmente condenável, e não tem lugar em uma sociedade civil", disse a procuradora em pronunciamento. Harris disse que pediu ao Tribunal de Justiça da Califórnia que isente as autoridades de apreciar o pedido para convocar o referendo. "Se o tribunal não atender a esse pedido, meu escritório será forçado a apresentar uma proposta para legalizar a discriminação", ressaltou a procuradora. A Califórnia, assim como outros estados norte-americanos, normalmente convocam referendos simultâneos com outras eleições para tratar de várias questões. As iniciativas devem atingir um mínimo de assinaturas. A iniciativa de McLaughlin aponta que "o crime abominável contra a natureza conhecido como sodomia é um mal monstruoso que Deus Todo-Poderoso, doador da liberdade, nos ordena a eliminar, sob pena de nossa destruição total, assim como destruiu Sodoma e Gomorra". "Por isso, é melhor que os criminosos morram antes que todos nós sejamos mortos pela justa ira de Deus (...) e o povo da Califórnia pede sabiamente, no temor de Deus, para que qualquer um que voluntariamente toque outra pessoa do mesmo sexo para a gratificação sexual seja morto com uma bala na cabeça, ou qualquer outro método conveniente", diz a proposta apresentada pelo advogado. Por lei, deve-se pagar uma taxa de US$ 200 dólares (cerca de R$ 600) para que a coleta de assinaturas seja iniciada, justificando a convocação de um referendo. (Fonte MSN)

Autoridadades francesas dizem que copiloto derrubou avião

( Fornecido por BBC Promotoria francesa diz que co-piloto pode ter cometido suicídio) A Promotoria de Marselha afirmou que o copiloto alemão do voo da Germanwings que caiu nos Alpes franceses se trancou na cabine do voo e voluntariamente fez o avião perder altitude até bater em uma rocha e se chocar contra uma montanha. Segundo o promotor Brice Robin, as gravações de uma das caixas-pretas do voo revelaram que em determinado momento do voo o piloto deixou o cockpit do avião para ir ao banheiro. Naquele momento, o copiloto, de nacionalidade alemã, se trancou sozinho na cabine de comando. Ele então alterou o sistema de orientação do avião para iniciar a descida. O piloto bateu na porta da cabine para voltar, mas o copiloto permaneceu em silêncio. "Eu penso que voluntariamente ele se recusou a abrir a porta e apertou o botão para o avião descer", disse Robin. O promotor disse acreditar que o copiloto, identificado como Andreas Lubitz, cometeu suicídio. O Airbus 320, que fazia o voo entre Barcelona e Duesseldorf, atingiu uma montanha na terça-feira após cair por 8 minutos. Todos os 150 passageiros e tripulantes morreram. Gravações: Segundo Robin, as gravações das comunicações dentro da cabine de comando registradas na caixa-preta mostram que o piloto e seu co-piloto conversaram de forma normal no início do voo. Depois que o avião atingiu a altura e a velocidade estabelecidas para a rota, o piloto revisou em voz alta os procedimentos de aproximação e pouso em Duesseldorf. As gravações indicam que o co-piloto respondeu aos questionamentos do comandante de forma "lacônica", segundo Robin. Segundo ele, foi possível então ouvir o barulho da cadeira no momento em que o piloto se levantou para sair da cabine de comando e ir ao banheiro. Quando ele voltou e pediu para entrar a porta não foi aberta. Depois que a aeronave começou a descer em alta velocidade, as gravações registraram o barulho do piloto batendo na porta da cabine com mais força e pedindo que a porta fosse aberta. Os registros indicam que aparentemente Lubitz não respondeu aos chamados, ficando em silêncio absoluto. As gravações registraram em seguida membros do controle aéreo e pilotos de outros aviões fazendo contato pelo rádio – sem receber resposta. O som registrado mostrou então que o piloto tentou arrombar a porta - sem sucesso pois o cockpit tem mecanismos para evitar invasões. Em seguida, foi possível ouvir gritos de passageiros e o barulho dos alarmes do avião indicando a aproximação do solo. Os investigadores conseguiram ouvir a respiração do co-piloto até o momento do impacto – o que indica que ele estava vivo e consciente. Robin disse que ainda não se sabe o que motivou as atitudes do co-piloto. Até o momento ele era descrito como "normal". (Fonte MSN)

quarta-feira, 25 de março de 2015

Cascas e sementes são ricas em nutrientes; veja como consumi-las

(Fotolia Cascas de alimentos trazem muitos nutrientes) Já foi comprovado cientificamente que muitos vegetais têm a maior concentração de suas vitaminas e fibras em partes que, na maioria das vezes, são descartadas durante preparo. E uma memória muito comum entre as pessoas é o antigo costume dos familiares de criar inúmeras receitas com as cascas dos alimentos. O velho hábito já virou até moda em restaurantes mais sofisticados: é um interessante desafio para os chefes de cozinha fazer com que as cascas, os talos e as sementes sejam saboreados na alimentação e tornem pratos cada vez mais saudáveis. Mas essas experiências não precisam ficar restritas aos grandes chefes, em casa também é possível criar! Com o objetivo de inovar as receitas de sopas, bebidas e doces, muitas marcas especializadas em utensílios de cozinha, que já desenvolvem seus artigos visando o bem estar dos seus usuários, têm criado eletroportáteis bem modernos que trituram alimentos inteiros para que você possa turbinar suas receitas. Apesar de tudo isso, muitas pessoas ainda deixam de lado as cascas por conta dos agrotóxicos, mas é importante saber que não é possível eliminá-los totalmente só desfazendo-se das cascas e talos. Lavar os alimentos antes do consumo é muito importante e pode retirar o excesso das substâncias, mas jamais os eliminará por completo. Não é comum ver alguém preparando alguma receita utilizando cascas de kiwi, cebola ou banana, mas todos essas partes dos alimentos contém nutrientes e podem se tornar receitas saborosas. A casca da cebola, por exemplo, tem propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes e seu preparo mais comum é em sopas e caldos. Também por uma questão de textura, é recomendável que a casca seja muito bem triturada com a cebola. A casca da banana, por outro lado, protege os olhos e pode combater a catarata. Existem inúmeras receitas de bolos, tortas, doces e até bife feitas somente com a com essa parte poderosa da banana. O kiwi também é um poderoso antioxidante, mas a sua casca tem três vezes mais antioxidantes do que a polpa. As receitas mais comuns são de sucos, que não têm o sabor tão diferentes do suco feito com a poupa da fruta, caso a casca seja bem triturada. Apesar de ser mais comum receitas com as cascas de berinjela e batata, é importante frisar que elas são riquíssimas em vitaminas. No caso da casca da batata, pode haver mais vitamina C do que em uma laranja inteira. Já a berinjela é muito rica em magnésio e potássio. Possibilidades não faltam, é só deixar a criatividade fluir e criar pratos saborosos, econômicos e muito saudáveis. (Fonte MSN)

Reduzir a maioridade penal é a solução para a criminalidade?

Nesta terça-feira, a Câmara dos Deputados retomou o debate da redução da maioridade penal. A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) realizou a primeira audiência pública para analisar a possibilidade de reduzir para 16 anos a idade mínima para que o acusado de um crime responda como responsável por seus atos. A discussão sobre o assunto já tramita na Câmara desde 1993 e provoca debates acirrados entre os que defendem e os que rejeitam a proposta. Desta vez não foi diferente. A sessão foi tão tumultuada que a audiência foi encerrada mais cedo após uma discussão entre os deputados Laerte Bessa (PR-DF) e Alessandro Molon (PT-RJ). O clima já era de tensão desde o início do debate, quando o plenário foi tomado por manifestantes. De um lado, mães de vítimas de violência cometidas por menores. Do outro, estudantes do ensino médio de escolas públicas de Brasília que exibiam faixas contra a proposta. Os favoráveis à redução da maioridade penal argumentam que, aos 16 anos, um jovem já tem discernimento suficiente para saber que está cometendo um crime e que, por isso, deve ser punido como adulto. Outro argumento é de que os adolescentes são, muitas vezes, usados como "escudos" por criminosos maiores de idade, que sabem que os mais jovens não serão punidos. Entre os que se opõem ao projeto, o argumento é de que a redução da maioridade penal não resolve o problema da criminalidade. Para eles, o Estado deveria investir em políticas sociais para evitar que os jovens entrem no crime. Para entender melhor os dois lados da discussão, EXAME.com conversou com um promotor de justiça do Ministério Público de São Paulo e com um professor de Direito da Universidade Mackenzie com visões opostas sobre o tema. Confira: "Nós perdemos este menor. Ele não tem medo de ninguém, não tem medo da cadeia" Marcelo Luiz Baroni, promotor de Justiça Criminal da capital do Ministério Público de São Paulo. "Os menores hoje estão muito violentos. Eles não têm medo de atirar para matar porque sabem que se forem presos não sofrerão penas severas. É muito comum prender um sujeito maior de 18 anos que já teve mais de uma passagem na Vara da Juventude enquanto era adolescente. Eu acho que 16 anos é a idade ideal para a Justiça. Antes disso, os jovens não têm sequer corpo de adulto, não têm força para praticar o crime com violência. A partir desta idade, já têm formação de homem e se tornam homens violentos, mas sem responsabilidade penal. Além disso, muitos adultos usam os menores para a prática de crimes, já que sabem que eles sairão impunes. O traficante sabe que, como não serão punidos, eles poderão agir livremente no tráfico sem que ninguém possa pôr a mão nele. Nós perdemos este menor. Ele não tem medo de ninguém, não tem medo da cadeia. Ele não tem nenhum tipo de estrutura familiar. Estão largados nas ruas, envolvidos até o pescoço com drogas e tráfico. Eles estão roubando e matando simplesmente para irem para o baile funk em carros e motos poderosas. Esses menores já andam com armas pesadas, como fuzil e pistola automática, e não têm o menor medo. Por isso, sou absolutamente favorável à redução da maioridade penal]." "Colocando estes jovens mais cedo na cadeia, só vamos conseguir colocá-los mais cedo no crime organizado" Humberto B. Fabretti, professor de direito penal da Universidade Mackenzie. "São vários os motivos que me fazem ser contra a redução da maioridade penal. O primeiro é que eu acho que esta é uma cláusula pétrea da Constituição Federal. Isto é, ela não poderia nem ser levada ao plenário para ser discutida. Quando o legislador fez a Constituição, ele colocou algumas questões que não queria que fossem discutidas novamente - e este é o caso da maioridade penal. Para modificá-la, teria que ser feita uma outra Constituição. Agora, do ponto de vista material, são três os principais pontos. Primeiro, eu acredito que a inserção destes jovens no sistema de punição dos adultos não vai mudar a realidade. Ou seja, não vai fazer com que eles cometam menos crimes. Segundo, os crimes graves, como os homicídios, praticados por menores não representam nem 1% dos crimes cometidos atualmente. Então, vamos acabar reduzindo a maioridade para colocar no sistema carcerário aqueles menores que praticarem furtos e roubos. Em vez de irem para a Fundanção Casa, eles irão para o sistema carcerário, que é tão ruim quanto. Além disso, o sistema carcerário brasileiro é horroroso e não recupera ninguém. Colocando estes jovens mais cedo lá só vamos conseguir colocá-los mais cedo no crime organizado. O último argumento é o de que já existe um sistema de responsabilidade criminal para estes jovens, que é o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). A gente costuma ouvir que o menor de 18 anos não tem responsabilidade penal, mas a partir dos 12 anos ele tem sim, o ECA. Então, há sim responsabilidade, ela só é diferente dos adultos, porque menores são diferentes dos adultos." (Fonte MSN)

Dubai ganha o hambúrguer mais caro do mundo por US$ 7 mil

Quando o assunto é hambúrguer, é possível encontrar os mais diferentes tipos para os mais diferentes gostos, e principalmente: os mais diferentes preços. Se você considera o preço da hamburgueria gourmet perto da sua casa um exagero, melhor pensar duas vezes. Neste final de semana, em Dubai, um hambúrguer foi vendido por US$ 7.000 e tornou-se o mais caro do mundo, batendo o recorde anterior de US$ 5.000 em Las Vega. Apesar de alguns pensarem que pagar uma quantia desta por um pedaço de pão com carne é algo que beira o ridículo, acredite, era por uma boa causa. O hambúrguer em questão foi feito como parte do evento Pink Bite, que educa as comunidades sobre o câncer de mama e realização de exames. Como parte do evento, embaixadores foram distribuídos em equipes e a tarefa era criar hambúrgueres a partir do zero e, mais tarde, vender em um leilão e arrecadar o maior lance possível em 45 minutos. O Sheikh Mohammed Bin Abdullah Al Thani, que é o presidente do Departamento de Estatística e Desenvolvimento Comunitário em Sharjah e também um dos embaixadores da ONG, criou o hambúrguer que foi vendido por AED 25.960 (US$ 7.000). Sua equipe, com a ajuda de seu hambúrguer extravagante, foi capaz de levantar a maior soma de todas. O total arrecadado no evento foi de US$ 19.700. (Fonte MSN/Forbes)

Vila no Japão cria “Coca-Cola de alho”

Alho é um alimento comum de se encontrar na mesa de almoço e jantar. É até possível dizer que é comum em alguns tratamentos, como para tosses e resfriados. O que pode parecer extremamente incomum é uma novidade lançada em uma ilha do Japão: refrigerante de cola com alho. Depois de dezenas de testes feitos no país, o Jats Takkola chegou aos mercados japoneses no começo deste ano. A produção é feita de uma maneira simples: alho amassado com cola. A grande dificuldade, e por isso a enorme demora na entrega do produto, foi a preocupação para que o cheiro de alho não ficasse muito forte. A chamada “coca-cola de alho” está disponível somente no país e cada garrafa custa 118 ienes (cerca de R$ 5,50). Apesar de parecer estranho, a explicação é bem plausível. A ilha de Takko é conhecida como a capital japonesa do alho. 70% da produção do alimento do país vêm de lá. (Fonte MSN/Forbes)

Facebook pode lançar app de ligações

O Facebook ataca novamente: a empresa pode estar prestes a lançar um aplicativo para ligação. De acordo com o site Android Police, o app chamado “Phone” exibiria informações sobre a pessoa que está ligando, de acordo com o perfil da rede social. Além disso, o app conseguirá bloquear automaticamente ligações de números que já foram identificados como spam por meio da rede. O Facebook sempre testa seus novos programas com um pequeno grupo de pessoas antes de lançar no mercado, mas é possível que desta vez o teste seja somente com a equipe interna. A novidade ainda é uma especulação, mas gostaram da ideia?

Projeto da Nasa prevê envio de submarino para explorar mar de óleo em lua de Saturno

(Foto: Fornecido por BBC Submarino seria levado ao mar de Titan por mini espaçonave militar dos Estados Unidos) Pousar uma sonda na superfície de um cometa foi indiscutivelmente uma das mais audaciosas conquistas espaciais dos últimos tempos. Mas uma missão que está sendo estudada pela Nasa, a agência espacial americana, pode desbancar esse feito. Cientistas estão propondo enviar um submarino robô aos mares de óleo de Titã, uma lua de Saturno. Esses mares não são formados por água, mas por hidrocarbonetos como metano e etano. Esses componentes existem em seu estado líquido naquela lua, onde a média de temperatura é de -180 ºC. O plano é financiado por uma iniciativa chamada NIAC (sigla em inglês para Conceitos Inovadores e Avançados da Nasa), na qual os cientistas são incentivados a pensar de forma diferente. "Isto é muito libertador. Você pode deixar sua imaginação correr solta", diz o cientista por trás do projeto, Ralph Lorenz. Ele explicou a ideia no Conferência de Ciência Lunar e Planetária, no Texas, Estados Unidos. Ele disse acreditar que a missão é possível com os recursos, tempo e tecnologia certos. Submarinos não tripulados, conhecidos genericamente como UUVs são usados amplamente para propósitos militares e também em buscas, exploração petrolífera e investigação científica. Assim, tecnologias existentes poderiam ser adaptadas para a missão. Um dos aspectos mais impressionantes da proposta é uma ideia de levar o submarino a Titã usando uma versão da mininave espacial militar americana X-37B. O submarino seria levado na área de carga da nave não tripulada. Os dois seriam lançados ao espaço em um foguete. Uma vez em Titã, a espaçonave entraria na atmosfera pastosa da lua. Frio intenso: O submarino poderia ser levado ao mar de duas formas possíveis. Em uma delas, o X-37B poderia abrir as portas de sua área de carga ainda em voo e liberar o submarino robô. O aparelho então abriria um paraquedas para pousar na superfície do mar. Esse método já teria sido usado na Terra pelos Estados Unidos para lançar uma MOAB – a bomba não nuclear de maior capacidade explosiva já criada. A alternativa seria a espaçonave pousar na superfície do mar e então abrir seu compartimento de carga, liberando o submarino antes de afundar. A lua Titã se assemelha à Terra, porém em uma versão congelada – o que a torna um alvo atrativo para a exploração. Ela já foi visitada pela sonda Huygens, que atingiu a superfície em 2005. Uma missão chamada Titan Mare Explorer (TiME), na qual Ralph Lorenz esteva envolvido, deveria ter retornado à lua com uma sonda flutuante que pousaria no mar para recolher dados. A TiME foi um dos três projetos finalistas em um processo de escolha de missão espacial de baixo custo da Nasa (no qual o escolhido foi o projeto InSight, para Marte). O novo conceito de missão para Titã combina os objetivos científicos da TiME com outros que se tornariam possíveis graças ao uso do submarino. "Você poderia fazer tudo que uma missão como a TiME poderia ter feito, particularmente no litoral, com medições de tempo e composição da superfície, medição das ondas", disse Ralph Lorenz. "Mas ela também possibilitaria fazer um mapeamento detalhado do fundo do mar, onde está guardado um registro rico da história do clima de Titã". Medições: Nas regiões costeiras de Titã estão sedimentos deixados para trás quando hidrocarbonetos líquidos evaporam. Eles sugerem que o nível dos mares na lua subiram e desceram periodicamente. Além disso, apesar dos mares de Titã estarem concentrados na sua parte norte, ciclos naturais determinados pelas propriedades orbitais da lua podem fazer com que esses corpos líquidos se movam entre os polos a cada 30 mil anos. A exploração do submarino poderia inclusive lançar luz sobre a natureza do fundo do mar de Titã – incluindo a possibilidade de que ele seja formado por uma gigantesca cratera formada por impacto de asteroide. Os cientistas também querem descobrir se os mares são ou não formados por camadas com diferentes composições de óleo. O estudo NIAC, que custou US$ 100 mil, não identificou quais instrumentos seriam carregados pelo submarino. Mas um sonar, uma câmera e um sistema para coletar amostras do fundo do mar são candidatos óbvios. Mas o uso do submarino também traria desafios, como por exemplo um problema enfrentado pelos submarinos militares chamado cavitação – no qual propulsores causam bolhas que acabam sendo captadas pelo sonar. Esse e outros fatores poderiam atrapalhar a leitura de dados pelos equipamentos. Uma solução seria melhorar o design do submarino ou apenas usar o sonar quando o veículo estiver parado. Comunicação: As comunicação também terão uma importância vital. O polo norte de Titã tem que estar apontado para a terra, para que as comunicações sejam feitas de forma direta. Porém, esse alinhamento só voltará a acontecer no ano de 2040. Para realizar a missão antes disso, uma outra espaçonave poderia ficar orbitando Titã para receber os dados do submarino e repassá-los à Terra. Isso possibilitaria o lançamento da missão a qualquer momento, mas também aumentaria consideravelmente seus custos. A fonte de energia para as espaçonaves também é um problema crucial. Missões espaciais que ocorrem além do cinturão de asteroides estão longe demais para usar a energia solar. Elas precisam usar combustível nuclear baseado em plutônio. Lorenz disse que se o projeto TiME tivesse sido levado adiante, poderia ser lançado em pouco mais de um ano. A maior lua de Saturno continua a fascinar e inspirar – o que tornaria o retorno a ela inevitável. E quando isso ocorrer, é bem provável que seja com um submarino. (Fonte MSN)

Empreiteiro chega em casa de tornozeleira eletrônica

Depois de 130 dias atrás das grades, o vice-presidente da Camargo Corrêa, Eduardo Leite, deixou nesta terça feira, 24, a Custódia da Polícia Federal em Curitiba (PR), base da Operação Lava Jato, e viajou para São Paulo, onde reside. Ele vai ficar no mínimo um ano em prisão domiciliar, sob monitoramento, usando uma tornozeleira eletrônica. É o primeiro empreiteiro que deixa a Custódia da PF. Outros executivos de gigantes da construção continuam presos. Leite, réu em ação penal da Lava Jato por corrupção e lavagem de dinheiro, fez delação premiada e contou detalhes do esquema de cartel e propinas no âmbito da Petrobrás. Ele apontou o tesoureiro do PT João Vaccari Neto como beneficiário de pagamentos ilícitos. O vice da Camargo Corrêa foi preso no dia 14 de novembro pela Operação Juízo Final, sétima etapa da Lava Jato. Em fevereiro ele se dispôs a fazer delação premiada para se livrar da carceragem da PF. O acordo prevê que Eduardo Leite pode até sair de casa, mas num raio máximo de 50 metros. Ele terá de comparecer a todos os atos processuais para depor, sempre que intimado. O vice presidente da Camargo Corrêa declarou à força tarefa da Operação Lava Jato que o tesoureiro do PT o procurou “por volta de 2010″ e pediu R$ 10 milhões. O relato de Eduardo Leite foi tomado no âmbito da delação premiada que ele firmou com os procuradores da República e os delegados da Polícia Federal que conduzem a grande investigação sobre cartel e fraudes na Petrobrás. O executivo da empreiteira afirmou que, naquele ano, Vaccari lhe disse que “tinha conhecimento, por meio da Área de Serviços da Petrobrás, que a Camargo Corrêa estava atrasada no pagamento das propinas relativas a contratos (com a Petrobrás”. Por meio de seu advogado Luiz Flávio Borges D’Urso, o tesoureiro do PT rechaça as suspeitas sobre sua conduta. Segundo o criminalista, todas as arrecadações obtidas por Vaccari para o PT foram feitas dentro da lei e declaradas à Justiça Eleitoral. O Ministério Público Federal manifestou-se favorável à concessão da prisão domiciliar para Eduardo Leite, diante da extensão da delação que fez. COM A PALAVRA, A DEFESA: O advogado Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, que defende Eduardo Leite, disse que o empreiteiro “está muito abatido”. Experiente criminalista, Mariz de Oliveira é contra a delação premiada. “Não sou a favor da delação, mas entendo que ela era a única saída para a liberdade (de Eduardo Leite). Não me refiro especificamente às ordens de prisão decretadas pelo juiz Sérgio Moro (que conduz as ações da Lava Jato). Mas a delação poderá se tornar porta de entrada e porta de saída das prisões”, alerta Mariz de Oliveira. “Prende-se para delatar e delata-se para sair da cadeia.”
(Fonte MSN)

terça-feira, 24 de março de 2015

Dieta antienvelhecimento "reduz" idade e quilos na balança

Conseguir perder o peso desejado e ainda parecer mais jovem e ter a pele mais bonita é o melhor dos mundos para quem se preocupa com o corpo. O foco da dieta antienvelhecimento é exatamente esse. Composto principalmente por alimentos ricos em antioxidantes, o cardápio deve ser de baixa caloria (com redução de 30% a 50% da quantidade ingerida normalmente), para garantir também o emagrecimento. Peixes (ricos em ômega-3), cereais integrais (cheios de fibras), frutas, verduras e legumes (com antioxidantes, vitaminas A, C e E), e muita água são a base do programa alimentar. Cranberry, romã, uva, frutas vermelhas e cítricas, tomate e maçã são alguns dos exemplos de itens que vale a pena inserir na lista de compras. Em compensação, alimentos gordurosos, farinha branca e doces estão de fora, por estimularem a produção de radicais livres, provocadores do envelhecimento precoce. Para que o efeito rejuvenescedor da comida seja mais perceptível, é preciso também buscar novos hábitos de vida. Além de mudar a alimentação, é preciso ter comportamentos mais saudáveis, como não fumar, controlar o estresse, usar protetor solar e praticar atividades físicas com moderação. (Fonte MSN)

Falsário se passava por músico inglês em São Paulo Estadão Estadão Felipe Resk

( Foto: Polícia Civil/Divulgação) Na terça-feira da semana passada, 17, o escrivão da Delegacia de Polícia do Metropolitano (Delpom) recebeu um visita ilustre. O ex-baterista do cantor britânico Elton John, Charlie Morgan, foi comunicar aos policiais o roubo de um Rolex, um pingente de ouro e 8 mil libras, furtados durante um assalto na frente da Estação Palmeiras-Barra Funda, na zona oeste da capital paulista. O passaporte também havia sido roubado. O deslize do “astro”, que informou ser natural de Liverpool, na Inglaterra, foi a filiação registrada no boletim de ocorrência. Pai: Reginald Kenneth Dwight, nome verdadeiro de Elton John. Mãe: Alice Cooper Carrara Morgan Dwight. Aos desavisados, o americano Alice Cooper é uma das figuras mais importantes do rock. Mas o suposto músico ousou ainda mais: informou que morava na Rua Penny Lane, via de Liverpool que virou música dos Beatles e que no boletim tornou-se Panne Lany. Intrigados com o caso, os investigadores levantaram informações sobre a vítima. Primeiro, em incursões em redes sociais. Em um dos vídeos, ele se apresentava em uma escola em São Paulo, onde prometia levar os cinco melhores alunos para uma viagem à Inglaterra. Depois, encontraram familiares do suposto músico no Brasil. Após checagens, descobriram que aquele que se apresentava como baterista de Elton John é, na verdade, José Eduardo Carrara, de 54 anos, paulista, morador de Pirituba, na zona norte. Foi aí que, para Carrara, “the house has fallen”. Ou, em bom português, “a casa caiu”. Agora, Carrara responderá a quatro inquéritos por falsidade ideológica e por falsa comunicação de crime. Os policiais investigam, ainda, se ele cobrava para participar de palestras e eventos. Idiomas: Ele se apresentou na delegacia nesta segunda-feira, 23, onde prestou depoimento, tomou café e cantou músicas de Elton John. Antes de descobrirem a armação, porém, os policiais também foram vítimas da farsa. Apesar de dizer que falava 12 idiomas, até mesmo o português, ele fez o relato à polícia em inglês. Para registrar o boletim de ocorrência, foi preciso usar o Google Tradutor. (Fonte MSN)

Airbus A-320 da companhia GermanWings cai no sul da França com 150 pessoas a bordo

( Fournis par RFI) Um Airbus A-320 da companhia alemã low cost GermanWings, pertencente à Lufthansa, caiu na manhã desta terça-feira (24) em uma região montanhosa dos Alpes franceses, perto da cidade de Barcelonette. O Airbus transportava 144 passageiros e 6 tripulantes. O avião fazia a ligação entre Barcelona, na Espanha, e Dusseldorf, na Alemanha. As 10h47 minutos no horário local, 6h47 no horário de Brasília, o piloto enviou um pedido de socorro à torre de controle mais próxima, mas ainda não se sabe o conteúdo detalhado dessa mensagem. As equipes de resgate ainda não chegaram ao local da queda, a cerca de 15 km da cidade de Barcelonette, onde foram vistos destroços do Airbus. O acidente pode ter sido fatal para todos os ocupantes do aparelho. O ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve, está a caminho do local do acidente para acompanhar as investigações. O presidente francês, François Hollande, acaba de fazer um pronunciamento. Ele disse que o governo fará tudo o que for possível para prestar assistência aos familiares da vítimas e apurar as causas do acidente. O presidente deu a entender que não deve haver sobreviventes e que foi uma criada uma célula de crise para apoiar os familiares das vítimas. Este é o primeiro acidente de avião comercial na França desde a queda do Concorde em Gonesse, nas proximidades de Roissy, em julho de 2000. (Fonte MSN)

Tempo estava excelente quando Airbus A320 caiu nos Alpes

(Foto: Anne-Christine Poujoulat/AFP As condições meteorológicas no momento do acidente do Airbus A320 da companhia alemã Germanwings, que caiu na manhã desta terça-feira no sul dos Alpes franceses) As condições meteorológicas no momento do acidente do Airbus A320 da companhia alemã Germanwings, que caiu na manhã desta terça-feira no sul dos Alpes franceses com 150 pessoas a bordo, eram excelentes, segundo a imprensa especializada francesa. As condições eram ótimas, com tempo seco e céu totalmente aberto durante toda a manhã, vento fraco ou praticamente nulo e sem nenhuma nuvem perigosa à vista, informou a emissora especializada 'Météo'. O tempo estava 'particularmente tranquilo' na região de Alpes-de-Haute-Provence, onde o avião caiu, ao contrário de outras zonas do sul da França, segundo o canal. O voo, que fazia o trajeto entre Barcelona e Dusseldorf tinha atravessado antes áreas de turbulências, com chuva e tempestades, em particular na região mediterrânea e no Golfo de León, de acordo com a 'Météo'. Os especialistas acreditam que não há sobreviventes do acidente. (Fonte MSN)

Encontrados destroços do avião que caiu nos Alpes franceses

(Foto: Jan Seba/Reuters Estavam no avião, que fazia a ligação entre Barcelona (Espanha) e Düsseldorf (Alemanha), 142 passageiros e seis tripulantes, segundo a Direção Geral de Aviação Civil) Destroços do avião Airbus A320, que caiu hoje (24) nos Alpes franceses com 150 pessoas a bordo, foram encontrados perto de Barcelonnette, informou o Ministério do Interior. Estavam no avião, que fazia a ligação entre Barcelona (Espanha) e Düsseldorf (Alemanha), 144 passageiros e seis tripulantes, segundo a Direção Geral de Aviação Civil. O presidente francês, François Hollande, citado pela France Presse, anunciou que as condições do acidente levam a acreditar que não há sobrevivente. O avião, da companhia Germanwings, uma filial da Lufthansa, caiu perto de Digne-les-Bains, nos Alpes franceses. O jornal Le Figaro informou que o aparelho desapareceu dos radares cerca de uma hora e vinte minutos depois que decolou de Barcelona, quando sobrevoava a região de Barcelonnette, no Sul de França. O primeiro-ministro, Manuel Valls, informou à televisão BMFTV que o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, seguirá imediatamente para o local. Pelo menos 45 passageiros tinham sobrenome espanhol, segundo o Gabinete de Crise do governo de Madri. “Houve um pedido de ajuda registrado às 10h47, que mostrava que o avião estava a 5 mil pés (1.524 metros de altitude), em uma situação anormal”, disse o secretário de Estado, acrescentando que o acidente ocorreu “pouco depois” desse sinal. O avião da empresa GermanWings, a filial de baixo custo da companhia alemã Lufthansa, caiu perto de Barcelonnette, no Sul de França. (Fonte MSN)

Réus da Lava Jato podem assistir TV, mas banho é coletivo

Relatório da Polícia Federal mostra que em seu novo endereço, no Complexo Médico-Penal, localizado em Pinhais, região metropolitana de Curitiba (PR), empreiteiros, operadores de propinas, executivos e o ex-diretor de Serviços da Petrobrás Renato Duque – todos réus da Operação Lava Jato – poderão assistir TV e ouvir rádio. Eles também terão direito a banho de sol todos os dias por uma hora. Nas celas do presídio não há chuveiro individual, ou seja, o banho é coletivo. E o vaso sanitário é o chamado ‘boi’, um buraco no chão – o preso tem de ficar de cócoras, sentado sobre os calcanhares. Nesta segunda feira, 23, a Justiça Federal mandou transferir 12 alvos da Lava Jato para o Complexo Médico-Penal, acatando solicitação da Polícia Federal. Em ofício ao juiz Sérgio Moro, que conduz todas as ações da Lava Jato, a PF alegou que não cabia mais tanto preso na Custódia da corporação. Outro argumento usado pela PF é que poderão “por acaso” ocorrer novas prisões no curso da Lava Jato. ”No Complexo há médicos, inclusive psiquiatras e fisioterapeutas”, destaca o relatório da PF, subscrito pelo delegado federal Ivan Ziolkowski. As celas do presídio são “no mínimo 80% maiores” que as mais amplas celas da Superintendência da PF na capital paranaense. As visitas podem ser realizadas às sexta feiras, “no período vespertino, no pátio do complexo”. O pátio onde os prisioneiros da Lava Jato poderão receber seus familiares “é local amplo, aberto, com mesas e bancos”. Pelas regras da nova casa dos réus da investigação sobre esquema de corrupção e propinas na Petrobrás a visita dos advogados pode ocorrer a qualquer dia da semana. (Fonte MSN)

sexta-feira, 20 de março de 2015

Frente evangélica da Câmara lança nota de repúdio a beijo gay em 'Babilônia'

(Foto: Estevam Avellar/Rede Globo O texto, assinado pelo deputado João Campos (PSDB-GO), presidente da Frente, diz que a novela tem a "clara intenção de afrontar os cristãos") A Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional divulgou hoje uma nota oficial de repúdio ao beijo gay protagonizado pelas atrizes Fernanda Montenegro e Nathália Timberg no primeiro episódio da novela Babilônia, da Rede Globo, exibido no dia 16. O texto, assinado pelo deputado João Campos (PSDB-GO), presidente da Frente, diz que a novela tem a "clara intenção de afrontar os cristãos". O parlamentar classifica o beijo gay como um "modismo" . "Essa é a forma encontrada para disseminar a ideologia de gênero, atacando diretamente a família natural." A Frente fez uma "convocação" a todos os evangélicos para não que assistam ao folhetim e recomendou os fiéis não consumam os produtos ali anunciados. (Pedro Venceslau) (Fonte MSN)

A Justiça acertou em paralisar ciclovias de São Paulo?

( Foto: Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo) A Justiça mandou a gestão Fernando Haddad (PT) parar as obras de ciclovias na cidade de São Paulo. A exceção é a Avenida Paulista. A decisão liminar publicada nesta quinta-feira, 19, acolheu parcialmente o pedido feito pelo Ministério Público Estadual (MPE) de suspender a construção de todas as ciclovias da capital. Cicloativistas lamentam a decisão. A Justiça acertou em fazer essa paralisação? Veja duas opiniões sobre o tema: NÃO; William Cruz: Quem vê as ciclovias como um perigo geralmente não passou pela experiência de pedalar ao lado de motoristas que acreditam estar em um autódromo. Para quem pedala nas ruas, as ciclovias imperfeitas são uma proteção muito bem-vinda. A ação do Ministério Público Estadual, que alega “resguardar a segurança, a locomoção e a qualidade de vida” dos ciclistas, comete o mesmo equívoco. Desconhecendo a realidade, coloca em dúvida o uso das vias em dias de chuva, sendo que há países onde ela é utilizada até com neve. O texto é cínico e penoso ao usuário de bicicleta, ao ignorar que buracos e sarjetas já eram enfrentados antes, com carros atrás, prontos para colher quem caísse. Na prática, o que o MPE diz na ação é que não deveria haver o ciclista, que a bicicleta não deve ser utilizada e que o carro é o modal mais importante para a cidade. WILLIAM CRUZ É O CRIADOR DO SITE VÁ DE BIKE. ------------------------------------- SIM; Caio Machado: A maneira como esse assunto tem sido tratado pela Prefeitura está equivocada. Observando inúmeros locais onde foram instaladas as ciclovias, há evidências do improviso do tratamento desse importante assunto. Verificam-se desde interrupções incompreensíveis de trechos a inúmeras irregularidades: buracos e obstáculos de toda ordem, desníveis na pista, acúmulo de concreto, ondulação do asfalto e bocas de lobo rompidas são só alguns exemplos. Entendemos que tal situação é injustificável e a cidade e seus moradores necessitam de ciclovias pensadas de forma responsável, executadas com todo o rigor técnico e articuladas pelo poder público em conjunto com a população. No Jardim das Bandeiras, onde moro, posso afirmar que nunca houve nenhuma consulta aos moradores. CAIO MACHADO É URBANISTA E PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO DO JARDIM DAS BANDEIRAS. (Fonte MSN)

Especialistas acreditam em falta de água no DF a partir de 2018

( Wilson Dias/Agência Brasil Estação Ecológica de Águas Emendadas) A crise hídrica que atingiu o Sudeste do país – principalmente São Paulo - serviu de alerta para as demais regiões. No Distrito Federal (DF), a atual preocupação das autoridades é encontrar alternativas para aumentar a captação de água. A redução das perdas no sistema e a conscientização da população também estão entre as prioridades. Para especialistas, “um sinal amarelo está aceso” na região. Segundo eles, nos horários de pico, o sistema de abastecimento de água chega a operar no limite. A previsão é que, com o aumento da população e, consequentemente, da demanda, o DF poderá sofrer com a falta do recurso a partir de 2018, caso não sejam tomadas medidas que aumentem a disponibilidade de água. De acordo com a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb), a capacidade atual de produção do sistema é 9,5 mil litros por segundo. Em média, na época da seca, o consumo chega a 7 mil litros por segundo. Nas épocas mais frias, cai para 5,5. Em horários de pico, entretanto, o consumo fica próximo à marca de produção, mas, segundo o órgão, isso dura cerca de uma hora e é amortecido pelos reservatórios.
(Marcelo Gonçalves Resende, coordenador do curso de engenharia ambiental e sanitária da Universidade Católica de Brasília) “Teríamos uma crise em 2018, mas não em função da quantidade de chuva, mas em volume de água que a gente tem nos reservatórios para abastecimento. Além dos fatores climáticos, do uso e da ocupação do solo, acho que um dos fatores mais importantes é o crescimento da população do DF. A própria demanda por água é crescente”, explica o coordenador do curso de engenharia ambiental e sanitária da Universidade Católica de Brasília, Marcelo Gonçalves Resende, integrante do Conselho de Recursos Hídricos do DF. Brasília cresceu em um ritmo duas vezes maior ao das demais cidades brasileiras de mesmo porte no último ano, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Entre as capitais, é o quarto município mais populoso, com 2,85 milhões de habitantes - somadas as populações das regiões administrativas. O crescimento da área urbana e a ocupação irregular também geram desafios para o abastecimento. Segundo o portal da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do Distrito Federal (Adasa), 81,27% da água produzida na região são utilizados. "O que vai acontecendo é que, se não se injeta novos aportes de água e a população gasta muito, é lógico que a oferta não vai atender ao consumo e pode ocorrer a falta em alguns pontos", acrescenta o diretor da Adasa, Diógenes Mortari, perguntado sobre uma possível crise de falta de água no prazo de três anos. A projeção de falta de água em 2018 leva em consideração a capacidade do atual sistema de produção e a expectativa de crescimento da população. A questão é debatida no Conselho de Recursos Hídricos do DF. "Brasília pode enfrentar uma crise muito séria de demanda porque com os nossos mananciais, de onde se tira água para tratamento, e com o crescimento da população, a gente iria entrar em colapso", prevê Resende. Para o conselho, a solução para aumentar a quantidade de água disponível está na conclusão de três projetos liderados pela Caesb: a captação de água do Lago Paranoá, localizado no centro de Brasília, do reservatório Corumbá 4, localizado no estado de Goiás, e do Ribeirão Bananal, ao norte da capital. Segundo a Caesb, quando concluídas as obras para captação nesses locais, será possível obter mais 6,5 mil litros de água por segundo para o DF – o suficiente para abastecer a população até 2040. A obra de Corumbá 4 já está em execução e é feita em parceria com a Saneamento de Goiás S/A (Saneago). A expectativa é que, ao final da obra, no segundo semestre de 2017, segundo previsões da Caesb, seja possível gerar um adicional de 2,8 mil litros por segundo. A captação do Bananal, que gerará em etapa única mais 700 litros por segundo, deve estar concluída ainda este ano. As obras no Paranoá deverão ser licitadas no primeiro semestre de 2015 e gerar 2,8 mil litros de água por segundo. O abastecimento aumentará de forma gradativa, a partir de 2018. A capacidade total demorará até seis anos para ser atingida. Para o presidente da Caesb, Maurício Ludovice, não há indicativo de crise de abastecimento. "Estamos nos precavendo, não existe indicativo de crise de água ou coisa parecida, não neste momento", destacou. Ele avalia que a preservação de rios e nascentes e o uso consciente da água são fundamentais. Outra preocupação da companhia é reduzir as perdas de água tratada, que chegam a 27%. O valor é inferior a outras regiões do país, mas o objetivo é que seja reduzido para 20% em cinco anos. Editor Lílian Beraldo. (Fonte MSN)

Em resposta a Dilma, FHC diz que corrupção é 'um bebê'

(Foto: Robson Fernandjes/Estadão Conteúdo) A declaração de Dilma foi feita um dia após os protestos contra o governo, no domingo, 15. Na avaliação do Palácio do Planalto, a corrupção foi o principal motivo que levou a multidão às ruas. Ao afirmar que práticas de desvios são antigas no País, Dilma tenta rebater tentativas da oposição de associar a corrupção ao seu governo. O ex-presidente argumentou que, em seu governo, a indicação política para cargos de diretoria na estatal, feita por partidos da base, era bem mais incomum. Ele se disse lembrar de duas indicações políticas - de José Coutinho Barbosa e do hoje senador petista, mas à época integrante do PMDB, Delcídio Amaral. Impeachment: Apesar de dizer torcer para que Dilma possa terminar seu mandato, FHC voltou a defender que o impeachment, diferentemente dos clamores por golpe militar de alguns grupos, é um instrumento da democracia. E comparou os pedidos para afastamento da petista àqueles que ele viu durante o seu segundo mandato (1999-2002). "Esse 'Fora Dilma' é como o 'Fora FHC'. A Dilma hoje simboliza, é alvo dessa irritação. Mas não creio que seja transcrito em passos exatamente para tirá-la do poder. Vai depender da comprovação de delitos e da opinião pública", afirmou. Mas o tucano ponderou ver diferenças entre as crises enfrentas por Dilma e por ele, em seu segundo mandato. "Foi diferente. No meu governo, eu perdi popularidade mas não credibilidade, continuei com apoio do Congresso, de setores econômicos", afirmou. Em pouco mais de meia hora de entrevista, FHC foi mais crítico ao governo Dilma, mas não deixou de mencionar o governo Lula. Disse lhe doer pensar que o Brasil não soube aproveitar o boom das commodities da década passada para dar um impulso de desenvolvimento. "Me dói como brasileiro, ver a perda de oportunidades históricas e a responsabilidade é do partido que está no poder, sem dúvida", afirmou. Ele também afirmou que, no primeiro momento de crise de falta de apoio ao governo Dilma, havia uma sensação de que o governo Lula tinha sido bom e que ela havia conduzido mal a sucessão. Mas que, agora, a população passa a identificar como um processo somado e não quer "nem um nem outro". Sobre os cartazes e manifestações no dia 15, mesmo que minoritários, mas que pediam a volta da ditadura, FHC avaliou que são resultado da falta de coordenação atual entre as forças políticas organizadas. O vácuo, permite, segundo ele, o alastramento de ideias radicais. Mas, Fernando Henrique não acha que há espaço para esse tipo de ideia prosperar. "Eu não me amedronto com isso. Em muitos momentos da história, essa irritação é natural, mas não creio que isso vá prosperar pois a sociedade brasileira está bem organizada." (Fonte MSN)